segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Pra não dizer que só falei de flores

Ao lado do Fantástico mundo de Lia, existem também fantasias tenebrosas na minha cabeça. Algumas verdades tipo Lei de Murphy com as quais eu já me conformei:

- O cocô vai feder pacas, vai estar em todos os lugares, em todas as horas, vai criar vida, subir pelas paredes, soterrar minha casa como um lamaçal. (algumas pessoas já sabem: tenho PAVOR de cocô! Me peçam uma endoscopia, um papa nicolau, me furem com todas as agulhas do mundo mas não me peçam um exame de fezes).
- Uma hora ela vai, inevitavelmente, dar chilique em algum lugar público, gritar, espernear, ficar vermelha, e eu vou pagar o maior micão.
- Ela vai arrumar pelo menos um namorado intratável.
- Se eu tiver meninos depois, algum vai capotar o carro, ou ser preso por dirigir alcoolizado ou fazer qualquer outra besteira que tenha a ver com direção.

É. Mas eu ainda acho que vale a pena. E continuo achando o cocô a pior parte.

10 comentários:

Clara Viegas Miranda disse...

Ai Lia!! Num pensa nisso naum!! Tem coisas que é melhor esperar acontecer. Assim Deus vai nos preparando!! bjs

Sílvia Amélia disse...

Lia, os primeiros cocôs quase não fedem, daí vc se prepara convivendo com o aspecto visual da coisa. Após os seis meses, quando são introduzidas outras comidinhas, aí sim, os cocôs são atômicos e podem sair em jatos na hora da troca da fralda, atingindo objetos e pessoas num enorme raio de distância, hehehe. Mas eu acho que vale a pena sim!

Carol disse...

que engracado!!
eu nao tenho medo/preocupacao com nada disso (mas te entendo, claaaaro). Eu tenho é medo do tempo que vou ficar cansada. Essa coisa de bebe que mama de duas em duas horas NAO ENTRA NA MINHA CABECA! Sei que vou passar por isso e que vou aguentar, mas é foda pensar em NAO DORMIR por meses a fio!

aaaaaaaaaaarfe! Mimata mais que o coco!

hihihihih

beijos!!

Paloma, a mãe disse...

A mãe ou futura mãe que não sre preocupa com estas e outras milhões de coisas que atire a primeira pedra. Mas não é de todo ruim, não, pois assim a gente vai se preparando para algumas das coisas que certamente ocorrerão (mas torço muito para que a última da lista nunca aconteça com vc, nem comigo, nem com ninguém, morro de medo de acidente de trânsito!).
Beijo

Patricia disse...

Lia,
O cocô fede. Pouco no início. Muito à medida que a criaturinha come/bebe coisa que não o leite materno. Mas não dá nojo. Mãe natureza é sábia nessa parte.
Infelizmente ela vai dar chilique sim. E todo mundo vai te olhar com cara de "ai, coitada, não sabe educar a própria filha". Conviva com essa verdade.
Mariana ainda não namora. Mas tenho diálogos imaginários tenebrosos sobre o péssimo namorado que eu sei que um dia vai rondar nossa linda família cor-de-rosa.
Mãe é tudo igual.
beijos

Tathyana disse...

O mais interessante disso tudo é que eu nunca achei o cocô da Alice fedido...pelo menos em quanto ela mamava LM. Acho que desenvolvemos um mecanismo de defesa em relação ao cocô, tipo seleção natural. Se não gata, ninguém estaria aqui pra contar história.

Agora, pras tragédias, podemos sentar e conversar horas sobre isso...minhacabeçamemata.com.br

Bjsssssssssss

Roberta disse...

Minha filha, o cocô vai fazer parte da sua vida de um tal jeito que pode ter certeza que você vai lidar muito bem com ele. E vai falar do assunto como se estivesse falando de mamadeira. A gente fica meio nojento depois que tem filhos, hehe...
Mas hoje, falando em cocô, a Luísa me fez passar por uma no clube que eu não precisava. Juro que eu não precisava...
bjs

Rafael disse...

"Pelo menos UM namorado intratável"? Tenho certeza que TODOS serão intratáveis, pelo simples motivo de estarem namorando a MINHA filha... hehehe. Pensando bem, não me vindo com um hippie tá de bom tamanho.

Cynthia Santos disse...

hummmm
vamos por partes:

- com relação ao cocô, ele passou a ter textura e cheiros terríveis depois que introduzimos as papinhas, frutas e cia... mas como a Patrícia disse, a gente tira de letra. Até a presente data não passei por situações como cocô espirrando e etc. Normalmente Arthur anuncia que está fazneod o número dois, com caretas e urros a la Hulk...eheheh então, espero parar, e aguardo uns 5 minutinhos pra trocar a fralda.
- Também já me preparo psicologicamente pros chiliques. A Flávia, mãe do Astronauta (http://joaoastronauta.blogspot.com), está com uma série ótima sobre como lidar com as birras, estou aprendendo muito!
- Quanto a namorados intratáveis, tiro a experiência com a minha irmã, 8 anos mais nova: achamos TODOS intratáveis e NENHUM serve pra ela...eheheh então...
- eu não acho que meu filho vá capotar carros ou encher a cara... claro que qualquer coisa pode acontecer, mas isso eu não espero dele não...
beijos!

Lidia disse...

Discordo da Clara...acho que o coco vem sem esperar...

Blog Archive

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.