segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Enquete: carrinhos

Ok, ainda faltam 5 meses pro meu bebê nascer, mas acho que está na hora de aprender sobre carrinhos. Não gosto de deixar nada pra última hora – já escolhi a creche, já marquei consulta com pediatra, já estou craque em amamentação (pelo menos teoricamente... hehehe).

Decidi que é hora de escolher o carrinho por dois motivos: primeiro, minha irmã talvez vá pros EUA em novembro e, se tudo der certo, vai comprar o carrinho lá. Segundo, porque a Nina me mandou um cupom de desconto no site Saci Pererê e pensei que quanto antes eu resolver que carrinho eu quero, mais provavelmente conseguirei aproveitar as promoções que aparecem (caso minha irmã não viaje).

Já li algumas dicas sobre isso no blog da Roberta, mas ainda não foi o suficiente pra eu me resolver. Me digam aí se meus desejos são muito irreais:

- Não pode ser nada trambolhento e pesado, difícil de transportar. Tenho um Clio hatch e não pretendo trocar de carro tão cedo, se é que vocês me entendem.
- Gostaria de usar o mesmo carrinho durante todas as idades do bebê, e não ter de comprar um modelo diferente quando ele ficar maiorzinho (aliás, até que idade precisa de carrinho, hem?).
- Preferencialmente deve ser resistente o suficiente para durar para toda a prole (quero três – filhos, não carrinhos –, lembram?).
- Se não sacolejar demais também vai ser excelente.
- Fashion? Sim, é um “plus a mais”. Não é indispensável.

Ah, eu sei que é bom ir na loja, experimentar e tal. Mas é bom já ir com uma ideia, né?

Então opinem aí... será que existe algo ao mesmo tempo confortável, resistente, estável, leve e compacto?

12 comentários:

brenditz disse...

Lia, o carrinho da Stella tem sistema de fechamento guarda-chuva, aquele que fecha e fica como um guarda-chuva (hehehehe), claro que um pouco mais grosso, mas ocupa menos espaço, quando ela era recém-nascida, eu usava ele totalmente deitado, e ela ficava lá dormindo tranquilona. Agora ela só fica lá sentada, dorme no carrinho só em situações extremas, porque hoje fica desconfortável, ela tá grandona. O modelo dela, carrega até 25kg, então pode ser usado até mais de 4 anos, pois o Gabriel pesa 16kgom 3 anos. Mas esse não é o caso, porque depois que os bebês começam a andar, criam ogeriza do carrinho. O nome do modelo é Perugia, da Infanti, e eu acho ele lindo. Sem contar que ele vem com o bebê conforto, a besa do bebê conforto pra ajustá-la no carro e uma bolsa na mesma estampa do carrinho, que é super útil. É caro, não vou mentir. Mas eu não precisei comprar outro carrinho, porque não acho ele um trambolhão, e o meu carro é um pálio, que o portamalas não é lá essas coisas. Acho que é uma boa sugestão, e os modelos de estampa são muito legais. Hehehhehe...
Bjus

Marina disse...

Lia, faltam 5 meses pra moleca nascer tb e eu tb já comecei a ver os carrinhos!
Meus requisitos são semelhantes aos seus: vida útil mais longa possível, guarda-chuva (que é o mais fácil de fechar) e não tão grande (or uma questão de logística com o tamanho da casa!)!
Parece que os que mais são "compatíveis" são os da Chicco (me recomendaram o Trevi e o Evolution) e o Pliko da Peg Perego, que tem alguns modelos Pliko Clássico, P3, Switch...
O valor é amarginho, mas qcreio que não tem mt pra onde fugir, pq se comprar um trmabolhão que seja mais barato, terei que comprar o tal do segundo carrinho (menor e guarda-chiva) qd a bebê ficar um pouquinho maior (geralmente 7 ou 8 meses)...

Letícia Volponi disse...

Lia, acho que a opção ideal sao os carrinhos do tipo Travel System, que já tem o bebê conforto encaixável e com a mesma estampa..

Eles costumam vir acompanhados de outros itens como base para colocar o bebê conforto no automóvel, bolsa para guardar as coisinhas do bebê. É importante também que o carrinho permita inclinação horizontal ao máximo, virando um "bercinho", especialmente na fase RN, com estrutura acolchoada confortável

No quesito segurança o ideal são os cintos de 5 pontas, sistema de freios, rodas giratórias e para ficar ainda mais prático bandeja do bebê e cesto porta-objetos.

Renata disse...

Olha, não posso sugerir marcas e modelos pq o meu não é guarda-chuva e é um trambolhão!! rsrsrs! Só que eu ganhei de presente, então não vou reclamar não. Uma coisa boa do meu carrinho é que veio junto com a cadeirinha do carro, então se o André dormia no carro, eu encaixava a cadeirinha no carrinho sem ele acordar. Acho que os modelos guarda-chuva são mais práticos, principalmente pra quando a gente sai sozinha com o bebê, além de serem bem mais leves!
boa sorte na escolha.
beijos

Patricia disse...

Olha, não posso ajudar muito porque Mariana DETESTA o carrinho. Quando ela nasceu herdamos um desses grandões, que era o maior trambolho na hora do passeio. Em seguida compramos um que se chama X-TREME da Burigotto. Bem fácil de carregar e não é muito pesado. Mas até agora ele só passeia no meu porta-malas porque cada vez que colocamos a pequena nele é a maior choradeira.
Indico o blog mamãe vai às compras (mamaevaiascompras.blogspot.com) onde a Laura faz uma análise de cada um dos carrinhos.
Boas compras!

Lia disse...

Meninas, amei os comentários. Adorei o modelo Perugia, da Infanti, e os carrinhos da Peg Perego. Agora que sei que o que eu quero existe vai ficar muito mais fácil. Obrigada!!

Marina Guimarães disse...

eu não sou mãe, mas sou designer e vivo olhando as coisas. pra mim um carrinho de bebê tem que ser simples, quanto menos elementos e materiais melhor. acho esses os melhores: http://www.abracadabra.com.br/site/prod-detail.cfm?IDprod=5490112RO&AffiliateID=8928, http://www.toymania.com.br/site/prod-detail.cfm?IDprod=03033715&AffiliateID=5816&utm_campaign=Buscape&utm_medium=BuscapeEngine&utm_source=Buscape&utm_content=Produtos&utm_term=03033715. são simples, dá pra criança usar depois de grande (tipo quando vc quer sair a pé, e criança cansa mais rapido) é leve, é dobravel, a parte de tecido é removivel pra lavar, se no proximo filho o tecido estiver bem velho é só mandar uma costureira fazer um tecido novo e tb dá pra fazer capas para proteger o tecido. e nada de varios detalhes e trecos de plastico q podem quebrar ou ficar com um aspecto feio. eu compraria esse.

Lia disse...

São lindos, Nina. O problema é que não dá pra recém-nascido, porque não deita e não é acolchoado. Alguns têm até escrito: "a partir de 3 meses". Acho que vou com esses Travel System mesmo (onde você pode encaixar o bebê conforto, que também serve como cadeirinha de carro), com duas alças (pra dobrar tipo guarda-chuva). As marcas que têm esses modelos, pela minha pesquisa, são só a Infanti, a Peg Perego e a MacLaren (esse eu acho que só vende lá fora).

Paloma, a mãe disse...

A minha experiência (e olha que eu rodei São Paulo inteira com Cecília, incluindo ruas nada apropriadas para carrinhos, mas eu tentava assimmesmo) diz que os mais práticos são mesmo os guarada-chuvas. Antes de ter um guarda-chuva, eu tive um trambolhento que eu mal sabia fechar. Era um sufoco entrar no carro e eu quase evitava sair sozinha com ela. O guarda-chuva eu só comprei quando ela tinha oito meses (e já sentava bem), então quis um barato mesmo, pois achei que iria usar por pouco tempo.
Ledo engano. Mesmo quando já andam, os bebês não aguentam muito e vivem pedindo colo. Então o carrinho teve que ser usado por mais tempo. Até o mês passado ela ia e voltava da escola de carrinho, fora as visitas à pracinha e passeios pela vizinhança. Se íamos ao zoológico, shopping ou qualquer lugar em que é necessário andar muito, levávamos o carrinho, que também permite que ela durma.
Então, além de ser guarda-chuva, eu escolheria um com quatro rodas (duplas) de apoio ou com rodas firmes, para todo tipo de calçada e com assistência técnica na cidade. Isso é importantíssimo, pois mesmo os melhores carrinhos precisam de reparos depois de um tempo (fora que uma roda pode se soltar, como já aconteceu comigo). E acho que vale a pena investir dinheiro em um bom, ainda mais se quer reaproveitá-lo para os próximos filhos. Uma amiga minha, que tem um guarda-chuva da Chicco, já está no segundo bebê e mandou trocar as rodas e ajeitar o carrinho, que tem quase três anos de uso sem parar (ela era minha vizinha e totalmente andarilha, como eu). Todo este reparo saiu por apenas 50 reais na assist. técnica autorizada. Achei que valeu a pena.
Beijos e boa escolha!

Thaís Rosa disse...

querida: usei um trambolhudinho emprestado nos primeiros meses do Caio, desses que acoplam o bebê conforto. Usei muito pra ele dormir no meu quarto nesse período, mas pra passear era péssimo, pesado, chacoalhento, difícil de abrir e fechar... Daí devolvi o carrinho e fiquei só com o bebê conforto, e comprei um carrinho mais prático, que uso até hoje e amo, nenhuma reclamação. O modelo é o Xtreme, da burigotto. Eles tem um "ninho neonato" (vende separado) que dá pra acoplar no carrinho (eu não usei, mas uma amiga usou e deu certo) durante os primeiros meses. O custo benefício é ótimo, o carrinho não é caro como esses que têm o bebê conforto acoplado e é bem resistente: já fomos pra praia, montanha, fazenda e aguentou super o tranco. Fica aí a minha dica.
beijoca

Pris Lopes disse...

Querida,

Tb estou de 4 meses e comecei a pesquisar 'o q é q um carrinho tem q ter pra ser bom'. Fora o básico (ser atestado pelo Inmetro), o q eu soube é q ele tem q ser de alumínio - leve, ter o cabo reversível, o apoio dos pézinhos tem d dobrar junto qdo fechar, tem q ser carrinho de passeio e berço (ou seja, o assento tem q reclinar total).
Eu tb procurava um unissex e gostei bastante desse: http://www.alobebe.com.br/site/lojavirtual/produtos.asp?id=1304. Repare q no fim da página ´há um vídeo demonstrativo do bicho. Ah, por fim, uma amiga tb tem um Clio e tem um desses, e disse q ele é bem bom. Repare tb q a Burigotto é Peg Perego. Ah, mais ainda. Visite o site da Burigotto, lá todos os modelos tem video demosntrativo: http://www.burigotto.com.br/site/prodbcarrinhos.php. Espero ter ajudado! Beijoca.

Anna disse...

Querida, fuja dos "Travel System". A coisa mais importante num carrinho é que seja leve e fácil de dobrar.
Comprei um pro meu filho, tipo berço da Burigotto e que encaixava o bebê conforto. Só encaixei o bebê conforto no carrinho umas poucas vezes, de modo que acho que não deva ser um diferencial na hora de optar. Odeeeeeio esse carrinho trambolho! Usei até o Lucas fazer 4 ou 5 meses, depois comprei um menor, tipo guarda-chuva.
Optei por um da MacLaren (depois que você experimentar, garanto que não compra outro) que é bem levinho e que eu adoro. O do Lucas é o mais simples, que não deita (Daytripper).
Mas a Maclarem tem um que deita completamente, serve para recém-nascidos e é super levinho. Aguenta até a criança fazer uns 3 ou 4 anos.
Ah! A Maclaren vende na Abracadabra (www.abracadabra.com.br).

Ps. não sou representante da Maclaren e não tô ganhando nada pra fazer a propaganda. é que fiquei mesmo traumatizada com o primeiro trambolho, oooops, carrinho.

Blog Archive

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.