quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Pai e mãe – 3 anos sob o mesmo teto.

Ela se mexe dentro da minha barriga. Eu sinto, aviso. Ele põe a mão. Às vezes sente, às vezes não dá tempo. Sinto-a mexer. Aviso. Ele observa. Às vezes vê o movimento da pele subindo, os morros se formando e desaparecendo. Às vezes não. Não consegue ficar olhando para a minha barriga por muito tempo.

Pra mim é fácil. É só curvar a cabeça para baixo e ficar confortavelmente, durante vários minutos, observando a superfície curva do meu ventre adquirir relevos variados. Sinto-a por dentro e por fora.

Nunca estou sozinha. Saio desacompanhada para caminhar, ela massageia meu útero, me lembrando que está comigo. Deito no carro para cochilar, sinto seus cutucões de leve. Trago-a comigo para o trabalho, enquanto ele está só, do outro lado da cidade.

Ela começou a ouvir a minha voz antes de qualquer outra. Só semanas depois é que passou a reconhecer a voz do pai.

Em três meses estarei com ela nos braços. Por alguns minutos, ela ainda estará ligada a mim pelo cordão pulsante. Depois vão cortá-lo, e ele também a terá. Poderá aconchegá-la no colo, amarrá-la junto a seu corpo. Mas eu a terei novamente ligada a mim pelos seios. Durante horas diárias, ela estará conectada ao meu corpo com todas as suas forças, se nutrindo de mim. E ele observará, como observa agora minha barriga.

Durante seis meses, estarei afastada do trabalho. Poderei dedicar-me tempo integral a alimentá-la, consolá-la, aconchegá-la. Ele terá cinco dias de folga, e tentará aumentar esse tempo tirando férias. Depois, ele sairá cedo e voltará ao entardecer, enquanto eu estarei com ela.

Ele me observa com inveja. Sente-se dispensável. Queria tê-la dentro de si; queria alimentá-la com seu corpo; queria poder passar mais tempo com ela. Apalpa e beija meu ventre, fala com meu umbigo. Mas não consegue estar onde estou, e lamenta.

Acho que é essa sensação que o faz mais pai. E porque ele é tão doce a ponto de querer ir além das funções primitivas de macho é que eu o amo.

Hoje faz três anos que estamos casados, o último aniversário sem filhos. E as suas meninas vêm aqui lhe dizer parabéns, marido, amante, pai.

11 comentários:

Carol disse...

que lindo texto, emocionei.

aproveita muito esse dia especial!

parabéns pros dois e pra família que estao prestes a formar!

beijos

piscardeolhos disse...

Oi, Lia, parabéns pelo aniversario de casamento!
Putz, François sempre reclamava dessa "injustiça" da natureza. Principalmente em relação a amamentação (mas, cá entre nós, a natureza sabe o que faz, que eles num guentavam, não, hehe!)
Beijão, tô te linkando!
Roberta

Tathyana disse...

Lindo, lindo, lindo..estou emocionada!!!

A conexão se faz além do corpo, pela alma. Parabéns pelos anos de casado e pelo amor cultivado.

Bjsssssssss

Paloma, a mãe disse...

Parabéns para vcs, curtam muito, porque, daqui a algum tempo, vcs serão principalmente "os pais da Emília". E isso é lindo também!
Beijos

Val disse...

Parabéns pelo tempo de casado e pelo amor, que parece transcender ao tempo.
Bjos, na barriga tb.

Letícia Volponi disse...

Linda homenagem ao papai. Lindo post. Parabéns aos três pela família maravilhosa!

Kelly Resende disse...

Lindo seu post! Parabéns pelo aniversário!
Hoje soube que também terei uma menininha!!!
Abraços aos tres!

Cynthia Santos disse...

Lindo!
Parabéns, querida!
Quanto a participar, não se preocupe, atividades a compartilhar não irão faltar...ehehehe
Beijos!!

Thaís Rosa disse...

uau, arrasou. homenagem e tanto, ele deve ter amado!
namorem MUITOOOO nesses últimos 3 meses de gravidez, muitos cineminhas, muitos jantarzinhos... para depois curtir os programas familinha!!!
beijos nos 3

Rafael disse...

Não sabes como é bom ser casado com você...

Fabi disse...

Oi Lia,

Antes de mais nada parabéns pelo aniversário de casamento!

Por estarmos com quase a mesma idade gestacional, estamos vivendo praticamente as mesmas sensações e emoções. Só que a diferença entre a gente é que você descreve as suas de uma forma tão poética, tão bonita, que eu, com o meu humilde cérebro de gente de exatas, só posso mesmo ficar admirando.

Blog Archive

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.