segunda-feira, 27 de julho de 2009

Desencana!

Este também é para as treinantes.

“Quando desencanei, engravidei.” Já li muito isso por aí e não duvido que, em casos específicos, seja mesmo verdade. Mas não creio que haja uma relação milagrosa entre o estado tô-nem-aí e uma concepção bem sucedida. Da mesma forma, não acredito que a vontade de engravidar seja uma espécie de anticoncepcional natural.

Fico me perguntando exatamente em que consiste esse desencanar. Tudo bem, dá pra tentar colocar a cabeça em outras coisas, não calcular os períodos férteis, não dar a mínima pro muco, namorar quando der vontade. Mas não dá pra se desligar totalmente do fato de que você é uma pré-grávida, não sem ser irresponsável.

Como esquecer que você está tentando engravidar se todos os dias você toma aquela pastilhinha de ácido fólico? Ok, vamos fingir que aquilo é um anticoncepcional de uso contínuo (muita abstração pra minha cabeça, mas tem gente que consegue). Mas essa não é a única mudança na vida de quem está tentando engravidar.

Eu lutava boxe. Sempre me matriculei em pacotes trimestrais, pra ficar mais barato. Aí, na hora de renovar a matrícula, a dúvida: durante quanto tempo ainda estarei apta para um exercício de alto impacto? Logo que parei a pílula, decidi esperar acabar o trimestre já pago antes de mudar de atividade. Não renovei a matrícula e troquei o boxe pelas caminhadas. Tudo em função de uma futura gravidez.

E tem o álcool. Impossível esquecer que você pode estar grávida quando te oferecem uma taça de vinho, ou um choppinho. “Não, obrigada, não estou bebendo.” Alguns perguntam por quê, e você inventa qualquer história do tipo “estou fazendo desintoxicação alimentar” ou “estou tomando antibiótico”.

Outra coisa além do álcool são todas as porcarias que se deve começar a evitar logo que se suspende o anticoncepcional. Frituras, gorduras saturadas, corantes, conservantes... E o cuidado redobrado pra garantir todos os nutrientes necessários para um possível embrião.

Por isso digo que é impossível não estar nem aí. E também não acredito que quem “desencanou” estivesse completamente zen, sem nem pensar na gravidez. Tenho ainda outra teoria: normalmente, a concepção demora mesmo alguns meses para acontecer. No início, é natural que estejamos mais empolgadas com o projeto, pesquisando muito pra aprender sobre tudo aquilo que é tão novo pra nós (pelo menos quando se trata do primeiro filho). Depois, você se cansa de tanta informação e outras agendas vão aparecendo na nossa vida. Isso tem grandes chances de coincidir com o 5º, 6º, 9º mês de tentativas, quando a probabilidade acumulada de gravidez atinge valores mais altos. Assim, creio que essa associação entre estado zen e concepção possa ser, em muitos casos, mera coincidência.

Comigo foi assim: no primeiro mês, a expectativa era maior. Depois, passei a pensar nisso cada vez menos. Mas nunca esqueci que estava tentando engravidar, e não passei um dia sem pedir a Deus que se lembrasse de nós. Calculava direitinho os períodos pré e pós-ovulatório (quando é possível estar grávida sem saber) e, se liberasse uma tacinha de vinho, era só na primeira semana do ciclo. Fui adaptando minha vida para quando chegasse a tão esperada notícia, e não sei se cheguei a desencanar totalmente.

E aqui estou eu, grávida, depois do 2º mês de tentativas “sérias”. Então, se alguém te disser que você não engravidou ainda porque não desencanou, não se sinta culpada. Desencane!

5 comentários:

LiliX disse...

Olha.....a minha família tem um loooooongo histórico de bebês por acidente (eu mesma sou uma)....logo a concepção desencanada existe sim dona Lia Maria. hihihihihihih

Patricia disse...

Olha, eu posso dizer que comigo o fator "desencanação" foi bem determinante...
Mas, claro, cada caso é um caso!

Lia disse...

Na verdade, o que eu queria dizer é que muitas mulheres acabam carregando nas costas a responsabilidade de não estarem conseguindo engravidar, achando que a culpa é delas. Uma amiga minha mesmo já me disse: "Acho que não estou conseguindo por causa de estresse", com muito pouco tempo de tentativa e sem ter feito nenhum exame para verificar a fertilidade dela ou do marido. Em muitos casos influencia mesmo (é científico), mas é muito ruim entrar nesse ciclo de culpa, estressando com medo de estressar.

Mari disse...

oi Lia
Estou na fase de treinante. Adorei teu post. Não sei se consigo essa de desancanar total. Mas tampouco me culpo. Só tento não ser muito neurotica, mas as vezes, confesso, é dificil..rsrs.
Vou te adicionar p te acompanhar.. e ver se pego a tua febre...hahaha.
beijocas
Mari

Nat disse...

Oi.tb adorei o post. Me vi em td q escreveu. Tenho Vargas neuras...se tomo remedial para verme mas n sei se posso estar gravida, se como japa se como salads com mais Medo ainda de ter verme, tento comer feijao mas como amo salada ai nao consigo comer feijao direto, queria correr para emagrecer mas é prejudicial ao baby e a musculacao entao...Rico sem saber se faco ou nao...rs e a do acido folico foi igual...tento fingir q é pilula mas impossivel...e qd me perguntam pq n estou bebendo é horrivel ter q se explicar...rs mas ainda tenho mais uma neura...fiz video laparoscopia pq operei de appendicite a tres meses e ai fico imaginando meu umbigo arrebentar rsrs mas td vale a Pena qd a gt imagina um baby vindo por ai....
Eu sei que é dificil desencanar mas Sempre falo para a gente pensar nos nossos pais q realm super relax e nao era como hj tds certinhos e tiver am a gente e Somos saudaveis. Me prendo a isso para relaxar e penso q quando chegar a minha hora sera o momento certo pq era pra ser n aquele hora...um Beijo a tds e tentem relaxar por mais impossivel q pareca! Beijocas natye

Blog Archive

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.