segunda-feira, 19 de julho de 2010

Quando a amamentação começa a incomodar...

...os outros. Cheguei naquela fase em que começam a me perguntar: “ela ainda mama?”. Até aí tudo bem. Tem muita gente que já não tem leite quando a criança tem seis meses, gente que teve de voltar a trabalhar antes, enfim, nem sempre é fácil manter o aleitamento prolongado. Mas, estando tudo bem, é natural e saudável que uma criança de seis meses mame, e mame muuuito!

Ocorre que tenho ouvido também algumas declarações que refletem a falta de informação generalizada sobre amamentação e o preconceito daí decorrente. E não estou falando de pessoas sem noção, ignorantes, mas de gente culta, gente moderna e gente boa.

Por exemplo: vira e mexe alguém vem me contar uma historinha:

- Lia, você não acredita no neném enorme que eu vi mamando outro dia.

Aí eu digo:

- Enorme como? Porque o Ministério da Saúde recomenda o aleitamento até pelo menos um ano, e a OMS até dois.
- A criança tinha dentes!
- A Emília ganhou os primeiros dentinhos com 5 meses.
- Mas o menino andava!
- A maioria das crianças anda com menos de um ano.
- Não, ele era enorme mesmo, devia ter uns três anos.

Acho muito pouco provável. Pouquíssima gente amamenta depois dos dois anos, sobretudo em público. Mas a maioria das pessoas fica chocada quando vê um bebezão pendurado no peito, mesmo que ele tenha só um aninho.

Outra coisa que me deixou meio pensativa foi um papo com dois primos meus, ali pelos seus 8, 10 anos. O mais novo me perguntou:

- O que a Emília come? - O mais velho respondeu por mim:
- Ela come papinhas.
- Ela come um pouco de papinha e muito leite - corrigi. Aí o mais novo:
- Você dá de mamar pra ela no banheiro, é?
- Não, em qualquer lugar.
- Mas é escondido, né?

Podia ter perguntado se ele come no banheiro, ou se come escondido, e dito que não tem nada de vergonhoso em mamar no peito, mas fiquei quieta.

O choque que as pessoas sofrem ao verem uma mãe amamentando em público, principalmente se o bebê for maiorzinho, reflete o desconhecimento sobre a importância do leite materno. A maioria das pessoas, especialmente as que não têm filhos ou que os tiveram a centos anos, acha que os bebês devem mamar só no peito até uns três meses, por aí, quando começam com comidinhas. Ali pelos seis meses a criança desmama e logo está comendo danoninho e leite ninho.

Já andei sentindo umas insinuações de que se eu continuar dando o peito, minha filha não vai querer comer. Melhor pra ela. Meu leite com certeza é mais nutritivo que cenoura. (E ela está comendo, pessoar! Devagar e sempre! Descobri que ela gosta de caldinho de feijão na papinha.).

Tanto o leite é indispensável para crianças pequenas que, quando não tem peito, ele tem que ser substituído por fórmulas ou leite de vaca normal mesmo. E se tem a vaquinha mamãe, pra quê leite de outro animal?

Não estou discutindo aqui a amamentação prolongada, se é ou não é legal crianças de 3, 4 anos mamando. Isso é uma questão de cada família na qual eu não meto o bedelho. Também não estou negando que um pouco de discrição é legal; não tenho nenhum interesse em mostrar meus peitos por aí (pelo menos não de graça), e uma refeição longe da movimentação é até melhor pro bebê. No caso de crianças maiores, dá, sim, pra evitar dar o peito em público, já que elas mamam menos, normalmente de manhã e de noite – horários em que a família costuma estar em casa. Mas quando você tem um bebezinho que só mama, e em livre demanda, tem que dar o peito onde estiver mesmo, senão a gente não sai de casa. E ainda tem muita gente que acha estranho – o que eu acho triste.

Evoluímos muito em relação à geração anterior, que nos entupiu de leite artificial, mas ainda existe um clima estranho em torno da amamentação. Não sei se as pessoas acham erótico um bebê mamando, mas às vezes parece que o ato atenta contra o pudor de alguns. Seja porque isso é feito em público ou porque a criança já é maiorzinha.

Tem gente que acha heróico que eu tenha amamentado exclusivamente até 5 meses e meio, como minha mãe e uma amiga obstetra, que disse que só vê mulheres da periferia passarem sem mamadeira. O povo cult da high society, só no NAN.

Não tinha que ser heróico. Tinha que ser normal. Leite artificial pra quem precisa, leite materno pra quem não teve problemas. Até que a mãe ou o bebê, e não os outros, decidam pelo desmame. Simples assim. Muuuu!

30 comentários:

Desconstruindo a Mãe disse...

Oi, concordo inteiramente contigo!!!

O Caio mamou até 1 ano e 2, quase 3 meses e só parou porque a mãe dele precisou tomar uma medicação que seria ruim se passasse pelo leite. Te confesso que chorei e sofri pra desmamá-lo tanto quanto com a Larissa, que só consegui amamentar até quase o 6º mês porque não dormia e, assim, o leite foi secando.

Numa entrevista da atriz Cássia Kiss para a Marilia Gabriela, ela disse que seu filho com 4 anos, eu acho, mamava no peito, sim, e que ela achava que o vínculo entre eles era mais importante que todo o preconceito ao redor dela.

Por isso, querida, curte muito, que depois vais sentir falta pra caramba e a tua filhotinha está se habituando aos poucos aos novos sabores, vai adorar comidinha de mãe!

Beijo,
Ingrid

Jacke Gense disse...

Se as pessoas entendessem quão benéfico é a amamentação, não ficariam chocadas dessa maneira!

Mariana - viciados em colo disse...

não me espanto com o espanto alheio. é ignorância justificada pela raridade de um ato tão natural: a média de amamentação exclusiva o brasil é de 23 dias (a média inclui as pobres tbm!). pasme!
estou em amamentção quase exclusiva até sábado que vem, quando ele completa seis meses. já estou trabalhando, então ordenho e mando o LM para a creche, quando não é suficiente ele toma nan.
vou dar peito enquanto ele quiser... se ele não parar sozinho, com dois anos eu "paro" ele...
muuuuuu!

Micheli disse...

Eu ouvia muito esse tipo de comentário qdo a Clara estava com 11 meses, um ano. Qdo ela completou um ano a pressão para o desmame por parte da família inteira era ENORME. Eu desmamei qdo achei que era hora, eu decidi, mas essa pressão me convenceu de que eu tinha de escolher uma hora e desmamar. Três meses depois cai no mundos dos blogs e descobri que existe amamentação prolongada, sim... Qdo tiver o próximo se tudo correr bem como foi com ela com certeza vou querer ir até os dois anos, pelo menos. Mas que é difícil a sociedade aceitar bb que mame um ano, dois ou mais, ah, isso é. O que é um absurdo!
Bjs.

Amanda Lima disse...

Realmente Lia, parece que quem dá o peito é por que não tem dinheiro para pagar NAN, assim como muitos acreditam que só faz PN que não pode pagar cesárea...
E tudo vem do costume, pois minhas suas irmãs mais novas nasceram prematuras(36 e 30 semanas)e tiveram que tomar leite artificial, mas minha mãe insistiu tanto no leite materno que ambas largaram a mamadeira pra ficar só no seio, e mamaram até os três anos! Cresci vendo isso e sempre soube que era o melhor, só parei pq a Gabi me largou aos oito meses pela comidinha...Assim como só vi cesáreas na familia para as minhas irmãs, realmente necessárias e de emergência, moldei meu pensamento para o fato de que elas só servem para urgências.
Ai, mega coment, agora chega!
Firme no mamá aí!
Beijos

Quésia Tamara disse...

Lia, você não existe!!! O próximo tema do Curso de Preparação para o Parto Normal é Aleitamento Materno: Dever ou Prazer? Ah, como você podia morar aqui...

www.nucleobemnascer.com.br

Marina disse...

Clap! Clap! Clap!
Graças a Deus aqui em casa todo mundo acha ótimo eu dizer que Bia vai mamar até qd quiser, mas realmente, o povo se mete e faz cara de assustado qd eu digo que ela ainda mama e que eu amamentei exlusivo até 10 dias antes dela fazer seis meses!

Paty disse...

Aqui nos Estados Unidos e um pouco diferente, ha uma campanha grande para se amamentar. Mas eu so consegui por 6 semanas, secou tudo. e a Babi ja saiu da maternidade com complemento, pois meu leite nao era suficiente.... continue assim! SE esta bom para voces, e isto o que importa!

Maya disse...

Muito bom Lia!
Eu sempre achei uma cena maravilhosa ver uma mulher amamentando seu bebê no peito.. e quanto à idade, esses comentários são mesmo de pessoas desinformadas do assunto.
Nem ligue e continue na sua, fazendo oq vc sabe que é certo!
Bjos

Ana disse...

Nada a ver essa coisa de amamentar atrapalha a comer papinha.
O que não concordo é deixar o bebê com fome para aprender a comer.

Journal de Béatrice disse...

É verdade Lia.... A amamentação prolongada gera comentarios sim. E olha que a Emilia ainda é um bebezinho pequeno, com todo o direito to mundo de ser amamentada!
Pra falar bem a verdade até eu, antes de ser mãe, achava estranho uma criança com dentes e que sabe andar mamando no peito. Mas so sendo mesmo para compreender que o melhor alimento vem do leite materno, sem contar que vem de brinde, o aconchego, o carinho, o momento de cumplicidade. So vivendo mesmo para mudar de opinião. E hoje eu acho que o ideal é amamentar até os 2 anos e vamos ver o que vai dar.
E vc tem razão, nos somos resultado de uma geração de mamadeiras, de leite artifical e vai demorar um bom tempo para vir uma mudança generalizada de consciêcia...
Beijossss : )

Fabi disse...

É muita falta de informação deste povo e muita falta do que fazer se preocupar se o filho do outro está mamando no peito ou comendo um pratão de feijoada aos 12 meses.

A gente nunca vai ficar livre do julgamento das pessoas. Se você der o peito, vão falar! Se você der fórmula, vão falar! Se você der leite de vaca, vão falar! Se tratar seu filho só com alimentos orgânicos, vão dizer que é frescura. Se der uma bolacha recheada, vão dizer que você é negligente.
Então querida, muna seus ouvidos com filtros poderosos, sorria para qualquer bobagem que você ouvir e seja feliz! :)
Bjocas

Paula Duailibi Homor disse...

Se a amamentacao esta funcionando, va em frente! NInguem tem nada a ver com isso.
Como sao irritantes os comentarios alheios tanto para parar de amamentar quanto para continuar amamentando.
Cada um sabe si! As pessoas precisam parar de querer ficar doutrinando as outras e aprender a ter mais respeito mutuo.
bjos

Neda disse...

E viva a maminha!
Guilherme mamou até quando ele quis (tinha quase dois anos). Ouvi MUITO, MUITO, principalmente quando estavamos na rua e as pessoas, estranhas ou apenas conhecidas, reparavam que não havia mamadeiras, potinhos com leite em pó. Tinha algumas respotas afiadas na ponta da lingua para quem se entrometesse além da conta. Sempre tentei evitar amamentar em publico, mas isso nem sempre foi possível, e algumas vezes dava de mamar enquanto jantava (nessas vezes nunca ninguém disse nada) era o mais discreta possível e comiamos todos em família :)
Bjs

Joci disse...

Lia!!!

Parabéns!!! Acabo de achar seu blog, adorei o su post sobre a amamentação, minha filha, Elena, está completando amanhã 10 meses e ainda mama no peito, come muito bem, e eu enfrento justamente isso, ainda mais que ela é uma bebê grandinha com 8 dentes e já anda sozinha... e ela ainda mama no peito, e todo mundo fica surpreso, minha vó ficava assustada pelo fato de eu dar apenas leite para ela até que completasse 6 meses... e muitas pessoas me diziam que ela ia ter dificuldades para começa a comer, certo, não foi fácil não, mas ela aprendeu a comer, e adora um pedaço de carne, hehe
Tá certo que ela não mama mais durante o dia e agora começou a tomar mamadeiras tb, que a vaca velha aqui já não dá mais leite suficiente, mas ela não dispensa aquele lanchinho da mamãe...
Agora por causa desses interrogatório todo parei de amamentar em público, a não ser que precise mesmo, senão carrego a mamadeirinha dela, e amamento de manhã, de tarde, de noite e as vezes de madrugada, que é quando mais eu agradeço por ainda ter leite, já pensou, ter que preparar mamadeira de madrugada?!
E as pessoas perguntam, tu ainda amamenta??? e eu respondo, sim, Graças a Deus e a minha vontade, ainda amamento!

beijos para você Lia!

Parabéns!

Tchella disse...

Tens meu total apoio! Nene tem que mamar! Eu ainda estou gravida e já tem gente me cobrando porque ainda nao comprei nenhum pratinho, colherzinha... peraiiii tenho 6 meses pra fazer isso depois que o nene nascer! bjos ;)

Ju disse...

Minina , sabe o que eu pasmei outro dia??? Fui no otorrino(meu) com a Lulu em baixo do braco rsrs e ela levantou minha blusa(sim ela tb ja nada) e pediu mama. o medico disse MEDICO ficou passado com a situacao. me perguntou perplexo ela AINDA mama? minha filha parou com 5 meses . Aí quem ficou perplexa fui eu e quase fui embora sem pagar.Coisa não??

Marina Guimarães disse...

bem, eu não sou mãe. concordo q se deve amamentar o máximo q der pq é bom pra criança. o q eu não acho legal é quando a criança fica puxando a blusa da mãe, enfiando a cabeça por baixo da blusa e tal. tem q educar a criança, tipo "mamar só em casa, não arranque minha blusa no meio da rua", ou coisa parecida.

;)

Andressa disse...

Meu primeiro filho mamou até um ano. Só parou porque eu descobri que estava grávida do segundo. Ele faz 2 anos no mês que vem e só desmamou agora, com 1 ano e 11 meses. Os dois mamaram no peito, exclusivamente, até 5 meses e meio. Fiquei muito feliz de poder proporcionar isso a eles, e creio que somos muito ligados por causa disso. Além de todas as vantagens nutricionais e de afeto, sempre achei muito mais prático amamentar do que levar mamadeira, leite em pó e todos os apetrechos necessários para todos os lugares que eu ía.
Apoio você. Continue amamentando feliz!

Patricia disse...

Hahaha...caí na pegadinha do título.
Sério que tem gente que ainda se assusta com bebê mamando em público? Coisa mais antiga...acho que eu me sentia tao bem em amamantar que nem percebia olhares e comentários alheios.
Só mesmo com posts como esse é que a desinformação geral da nação talvez melhore um pouco.
bjs

Mãe do Pitoco disse...

Meu filho tem 1 ano e 9 meses e mama no peito. O leite materno nunca o impediu de comer muito bem. E come de tudo. Atualmente ele só mama no peito pela manhã e à noite, mas se quiser mamar durante o dia, eu dou, pois acredito que só há benefícios para a saúde dele e também pelo aconchego maternal. A criança e a mãe sabem quando parar - e somente elas! Ninguém mais tem o direito de se meter nisso e eu não deixo. Dou patada em quem tenta. hehehe
Adorei o post e siga em frente com suas convicções e com a vontade da pequena Emília.

Kah disse...

Dia desses a tia do namorido me chamou para uma conversa em particular, queria saber se estávamos passando por uma situação financeira difícil, já que eu estava amamentando ainda. E completou falando que os filhos dela aos 4 meses já estavam comendo. De tudo.

Cada um com seu cada qual, né? O legal é amamentar enquanto está fazendo bem para os dois envolvidos.
Beijos

Renata disse...

Parabéns pelo post. O André mamou até um ano e eu ouvia absurdos...ouvi que eu estava acostumando MAL, que ele não dormia a noite toda por isso, que ele ficaria muito dependente...
Afe...me irritava demais! Aos poucos fui aprendendo a não me irritar e nem responder...só sorria :-)) rsrsrs!
beijos, querida

Tati Schiavini disse...

Pois é, Lia. Por pitacos e preconceito muitas mães desmamam seus filhotes antes da hora. Sentem-se estranhas em amamentarem em público, e o povo em volta só cobra e cobra. Eu só amamentei até os 3 meses por N motivos, mas nunca por opinião alheia. Força na amamentação pra flor crescer cada vez mais forte e perfumada!

Cath disse...

Lia! Adorei seu texto! Eu que amamentei quase que exclusivamente até os 9 meses sei como é as pessoas ficarem te criticando!
E hoje o Matheus com 11 meses come muito bem, na verdade, ADORA comer e ainda mama no peito de noite e de madrugada.
Então não esquenta que a Emília vai comer bem, independente da amamentação!
Beijos para vocês!!

Tathyana disse...

Ai como eu QUERO AMAMENTAR. Mas se não conseguir não vou cortar os pulsos. Não amamentar nunca foi uma escolha, foi uma condição e não consigo entender de forma emocional como alguém pode optar por não amamentar. Cultura né? Mas o fato de chocar as pessoas ao verem um bebê ou criança mamando em público é porque o ato se mistura ao sexo, já que o seio tem as duas conotações. E cabeça de homem é terrível nessas horas. O jeito é abstrair e não se incomodar com os olhares tortos. Bjsssss

Letícia Volponi disse...

Parabéns pelo post! Excelente iniciativa para esclarecer alguns mitos da amamentação. Aliás, a SMAM é na primeira semana de agosto, hein? conto com você para fazermos uma blogagem coletiva sobre o assunto.

Andrea Nunes disse...

Minha primeira filha só consegui amamentar até os dois meses dela, precisei voltar a trabalhar e meu leite secou. Sofri tanto, tanto... Dessa vez pretendo amamentar MUITO, me preparei para ficar em casa com a minha filhota bem vaquinha dando leite pra ela até os 6 meses sem trabalhar e depois até quando ela quiser como complemento.

beijoca

LUA disse...

Adorei blog!!achei seu blog linkado no da Amanda do "Para Gabriela" e adorei!!Eu tb amamentei minha pequena até ela enjoar!!E mostrava o peito mesmo!!De graça!!!rsrsrs Pq sabia que fazia muito bem a ela, e hj com dois anos e 10 meses, ela só não mama pq não quer!!!Desde qe não incomode vc nem a ela, tá valendo!!!rsrsrs

Só as mães são felizes!
www.coisa-de-mae.blogspot.com

maricotinha disse...

Lia, fazia tempo que nao vinha por aqui! Adorei este post - li depois de escrever o meu. Tem que falar muito do assunto pra ver alguma mudança. A Ana já tem 10 meses e como pouquinho também. Curioso como elas se parecem: também come fruta inteira com seus dois dentinhos.

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.