sexta-feira, 30 de julho de 2010

As primeiras férias de Emília – Parte 1

E a viagem foi maravilhosa. Digo que foram nossas primeiras férias juntos porque estou oficialmente de férias desde que terminou minha licença, o marido também tirou formalmente os cinco diazinhos que lhe restaram do período em que ele ficou em casa depois que Emília nasceu e ela, sim, ela também estava de férias! Afinal, já está matriculada na creche, que termina seu recesso de julho semana que vem.

E apesar de terem sido só quatro dias, é muito pra contar. Aqui vai a primeira parte.

Na estrada – dica de segurança

Sabe aquela linda capa do bebê conforto que a gente compra durante a gravidez? Ela costuma ter três orifícios pra passagem do cinto de segurança, conforme a altura do bebê. Percebi que o buraco mais de cima ainda ficava abaixo do ombro da Emília, e achei por bem tirar a capa antes da viagem, porque o cinto ficava escorregando. Daí aproveitei pra corrigir a regulagem do cinto de segurança também na própria cadeirinha, que possui atrás dela os mesmos três buracos. E a altura ficou ótima.

Só que o meu bebê conforto tem também uma almofadinha pra bunda do neném, e eu não arrumava jeito de fazer o cinto coincidir com a abertura da almofadinha. Resolvi tirá-la e procurar alguma instrução na etiqueta e, adivinhem? Estava escrito: Máx 6kg. Ela serve pra deixar a cadeirinha mais confortável pro recém-nascido, mas assim que seu bebê vira gente é necessário retirá-la pra tornar o bebê conforto mais espaçoso e permitir a regulagem correta do cinto. Descobri assim que faz pelo menos uns dois meses que estou andando com Emília em condições precárias de segurança. Então, mamães, chequem sempre os equipamentos de segurança do seu bebê, porque às vezes é necessário fazer ajustes à medida que ele cresce.



A cadeirinha, sem forros e com o cinto na altura certa.

A pousada – baby friendly, pero no mucho


Antes de fechar a reserva, verificamos se a pousada tinha condições para receber bebês. Eles oferecem berço e têm lugar pra esquentar papinhas, então tudo certo. De fato, o lugar estava repleto de crianças – a Emília a menor delas – e muita gente rodando com seus carrinhos naquelas ruazinhas de pedra rústica.

Ocorre que nos colocaram num quarto no segundo piso, sem elevador. E pensem na chatice de subir e descer escadas com carrinho. Pedi pra nos trocarem de quarto, mas alegaram que a pousada estava cheia. Dei uma reclamada básica, dizendo que na reserva nós havíamos informado que estávamos com bebê e que eles deviam nos ter colocado num apartamento no térreo. No segundo dia nos realocaram e ficou bem melhor.

Da próxima vez vamos consultar o hotel com antecedência sobre a acessibilidade dos quartos. Apesar de ter sido falha deles, uma sondada prévia teria evitado o transtorno.

Chega de dicas, no próximo post falo das coisas legais.

8 comentários:

Fabiana disse...

Oba.... novidades das férias!!!!!
E verdade, vire e mexe temos que acertar o bebê desconforto pra eles ficarem menos apertados.

Marina disse...

Lia, sabe que eu não uso esse adaptador do bb conforto da Bia desde que ela tem 2 meses... Achei ruim!
Qt a pousada, nós demos sorte em Gramado, o pessoal foi atento e nos colocou no térreo e no quarto mais próximo deles! O bom é que a pousada era super silenciosa! Foi ´potimo!
Ávida por novas notícias da viagem!

Jacke Gense disse...

Como a Emília está fofa... uma bonequinha com esses dentinhos!

Grazi disse...

OI Lia,

descobri o teu blog ontem, e já estou viciada nele, nao paro de ler. Bateu um tempinho livre, cá estou eu, kkkkk.
Me identifiquei com vc, sou um ano mais nova que vc, e tb quero ter quatro filhos. O primeiro herdeiro eu vou encomendar no ano que vem, hehehe. Entao estou pesquisando tudo sobre a vida materna, a chegada do bebe e tals. E to amando teu blog. Vc escreve mto bem, e bem humorada, já passei teu blog até pra quatro amigas, tenho certeza de que elas vao amar !!!
Bjus, Grazi

Lia disse...

Grazi, seja benvinda e força nos quatro! Na verdade, sei que vou ter três filhos. O quarto (ou o quinto, por que não?), só se eu arrumar um jeito de trabalhar meio período pra ter mais tempo pra molecada. Mas filho é bom demais, dá vontade de ficar tendo até a menopausa.

Ana disse...

Emilia tá muito fofa!
Com criança deve-se ficar no terreo mesmo. Não só quando são bebês. Quando eles já andam tb é um perigo.
Beijos

Lu disse...

Oi Lia
ótimas dicas principalmente a respeito do bebe conforto. Vc acredita que o da Mariana ainda está com a almofadinha? Vou tirar hoje mesmo.
É muito bom quando encontramos um hotel que é baby friendly, mas nem sempre dá tudo certo. Nada que da próxima vez vc não esteja mais preparada e com certeza irão se divertir mais ainda.
Ah, a Emília tá linda!
Bjs
Lu

Renata disse...

Boa dica da almofadinha, vou checar agora mesmo!
Emília está cada dia mais linda...deve estar passando horas e horas na lindolândia essa menina! :-))
beijinhos e bom final de semana, Re

Blog Archive

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.