quarta-feira, 26 de maio de 2010

Soterrada pelos selos

Não é porque sou superpop. É simplesmente porque sou mega verborrágica e sempre tenho um post na manga. Daí fico adiando o agradecimento dos selos com que minhas adoráveis leitoras me presenteiam de vez em quando. "Amanhã eu escrevo, hoje tenho que falar sobre a rotina." "Amanhã respondo, hoje tenho de falar sobre amamentação". Daí que ficou esse monte de selinhos acumulados por única e exclusiva incompetência da minha pessoa. Shame on me.

Vou tentar fazer jus à gentileza e agradecer uma por uma, do mais recente pro mais antigo:

1) Este aqui eu ganhei da Tati, mãe da Ana Elisa.



Ela pediu pra citar três lembranças da infância.

Nasci em Fortaleza e lá morei até os quatro anos incompletos. Nossa casa era habitada por alguns animais selv..., erh, silvestres. Certa vez, supreendi uma cobrinha recostada ao longo de uma coluna que havia no meio da sala. Com minha voz potente, saí gritando: "Mamãe, mamãe, uma cobra envenenada!".

Lembro também de meu pai queimando uma caranguejeira com uma tocha feita em casa, que consistia numa camisa velha enrolada num cabo de vassoura, embebida com álcool. Pra terminar, recordo que foi naquela casa que vi pela primeira vez um avião. O bichão voava no céu e fazia um barulho que me assustou. Fiquei agarradinha com meu irmão.

2) Este aqui ganhei da Ingrid, que já é mãezona de segunda.



Ela pediu pra eu responder a algumas perguntas sobre mim. Moro em Brasília, sou servidora pública federal e meu sonho é me tornar tradutora - seja no serviço público ou fora dele. Já tenho os requisitos, falta-me a coragem pra me lançar numa mudança de carreira. O que mais gosto de fazer atualmente é ser mãe, falar sobre maternidade e sonhar com os próximos filhos. Se eu ganhasse na Mega Sena, bem... fingiria que nada aconteceu e, de mansinho, me desvencilharia da vida profissional pra seguir a carreira materno-acadêmica. (Mentira. Eu me beliscaria, porque só em sonho ganhar na Mega sem jogar.)

3) Este aqui foi presente da Paula, mãe da Bel e da Teté.



Meninas, desconfio que perdi mais selinhos por aí. Peço mil desculpas, e quem tiver sido esquecida grita aí!

E, mais uma vez, agradeço a audiência. São vocês que fazem o blog valer a pena.

4 comentários:

Juliana disse...

Muitos selos.É que teu blog é bom demais mesmo. Se não der pra ser tradutora, quem sabe escritora?

Juliana disse...

Ah, quando achei o artigo sobre os ductos me lembrei do teu post. Beijo.

Micheli disse...

Tem mais dois aqui: http://clarinhacoqueirinho.blogspot.com/2010/03/selinhos.html .
Beijos!

piscardeolhos disse...

ai, nem me fala.
eu acabei de escrever um comentário sobre isso e repito aqui: e eu que perdi meus selos, não sei onde eles estão então não posso agradecer. some-se a isso a minha educação católica apostólica romana e o que me resta: um outdoor mental diário onde se lê em letras garrafais MEA CULPA MEA CULPA MEA MAXIMA CULPA.
e eu precisava arrumar mais essa pra cabeça, me diz?
seu comentário lá no blog fez meu marido se acabar de rir, diz ele.

Blog Archive

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.