sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Usando, não usando e testando

Algumas coisas comprei e não usei; outras não comprei e decidi esperar para ver se eram realmente necessárias. Já outras estão em fase de testes.

Cinta e calcinhas pós-parto - não usando

Usei uma semana e aposentei. Me davam a sensação de pós-operada, de doente, sei lá. Guardei a cinta no armário, resgatei as calcinhas antigas e estou me achando linda. Muito bom pra evitar o baby blues, que já estava começando a aparecer.

Chupeta - não usando

Não comprei porque a princípio sou contra. Mas sei que existem bebês sugadores e que em algumas ocasiões, e com sabedoria, a chupeta pode ser usada. Ocorre que me esqueci completamente da existência da chupeta desde o nascimento da Emília. Sinceramente, não sei em que horas ela poderia usá-la. Quando chora de fome, é fome mesmo. Ela pega o peito, suga, engole e, quando acaba, larga. Penso que se eu usasse chupeta com ela eu simplesmente ia confundir todos os sinais que ela me manda quando está incomodada. E uma coisa que tem acalmado nossa boneca quando nada parece estar errado é uma conversa olho no olho. Nossa voz tem um poder incrível sobre ela. Então nessa eu acertei, pelo menos por enquanto.

Concha protetora para seios - não usando

Não comprei e não precisei, graças a Deus. Meus mamilos estão ótimos.

Cueiros - usando

Lembram da história dos cueiros (aqui e aqui)? Pois eu acabei comprando quatro. É porque com esse calor dos infernos não estou conseguindo usar nenhuma das minhas lindas mantinhas. Então, como o cueiro é mais fresquinho, estou usando isso pra cobri-la à noite. E custou 5 reals cada. (Ah, não estou usando o truque de enrolar o bebê no cueiro porque senão Emília ferve, coitada).

Fraldas de pano e fraldas descartáveis - testando

Por enquanto estou usando mais as descartáveis. É que as fraldas dos EUA ainda estão um pouco grandes, o que tem causado alguns vazamentos. Elas também são um pouco quentes, e o verão parece não ser a melhor época para usá-las. Já das fraldas de pano nacionais, tenho uma só de recém-nascido que usei umas três, quatro vezes e aprovo. Ela já, já vai ficar pequena, e talvez eu compre mais. Quanto à lavagem, isso não é um problema. É tanta coisa suja por dia que não faz diferença mais as fraldas pra pôr na máquina. Enfim, acho legal colocar o bebê em contato com uma fralda de pano pelo menos uma vez por dia e vou continuar tentando.

Babá eletrônica - usando

Colocamos a Emília pra dormir no quarto dela desde o primeiro dia em casa. Deu um pouco de dor no coração, porque no hospital ela dormia conosco no quarto. Mas acho que foi a melhor coisa que fizemos. Ela fica no berço a noite toda, e também durante as sonecas mais longas do dia. Só nos levantamos uma vez de madrugada para dar de mamar, e eventualmente quando ouvimos um barulhinho mais forte de golfo pra checar se ela não se engasgou ou se não está muito suja. Enfim, nós três temos dormido super bem e ela parece estar desenvolvendo sua independência para dormir sozinha. Sem a babá eletrônica, ficaria difícil.

Sling - testando

Comprei o sling e tentei colocar Emília nele pela primeira vez há uns quatro dias. Ela chorou imediatamente e eu tirei. Achei que o sling estava pequeno e fui checar de novo as instruções. Cheguei à conclusão que o tamanho era aquele mesmo e fui tentar de novo. Ontem foi a 3a tentativa, ela ficou sem chorar por alguns segundos mas ainda não parece confortável apertadinha e no escuro. Como sou brasileira e não desisto nunca, vou continuar tentando e vou dar uma pesquisada pra ver se estou fazendo alguma coisa errada. Queria muito que desse certo, porque me parece a forma mais prática de carregar um bebê em distâncias e espaços pequenos demais pra circular com o carrinho.

Por enquanto é só...

13 comentários:

Barbara disse...

Obrigada pelo post, ja repassei as dicas pro marido :) Estou tentando aprender tudo que puder para ficar menos enrolada nos primeiros dias! Se vc permite o abuso, vc comprou mamadeira? (tou na duvida se precisa...) Sutia de amamentacao? Quantos?

Barbara - www.baxt.net/blog

Carol disse...

ih, sabe que o Bernardo também nao ta se acostumando com o sling ainda? Também insisto periodicamente, quem sabe uma hora vai? Será que é porque eles ainda sao muito pequetitinhos?

Paloma, a mãe disse...

Ahaha, cada um tem um jeito mesmo. Eu não usei chupeta e suuuper recomendo. Não agora, mas a partir de quando ela começar a querer sugar outras coisas além do peito. Só eu sei o trabalho que dá para controlar uma chupadora de dedos!

No mais, que bom que sua recuperação está ótima e que só faltam 3 kg! Eu emagreci 9 kg na primeira semana e 15 kg em três semanas. Como tinha engordado 12, fiquei 3kg abaixo do peso (efeito inesperado!), mas a pancinha demorou mais para voltar. Eu era a magra pançudinha.

Beijos

Journal de Béatrice disse...

Lia querida!!!!
Estou acompanhando tudinho e vc esta se saindo uma super mae e a Emilia é muito calminha, ela esta te ajudando muito, muito linda!!
Olha, eu procurei a tal da cinta pos parto para comprar e nao achei em nenhum lugar. As francesas nao usam isso... Para falar a verdade nunca vi uma ao vivo e so fui apresentada a uma pela pesquisa de imagens do google!! O que eu usei, na verdade, foi tipo um cinto de contensao que pega a parte do bumbum, posicionado em cima do coxis. Isso me ajudou a atenuar a dorznha chata que fica no coxis e tb, segundo a orientaçao que tive com as sage-femme, ajuda a colocar o perineo no lugar. Se vc achar interessante isso eu posso te mandar uma foto por e-mail e talvez tenha ai para comprar... Ah, e qto ao sling, vai tentando, no começo a gente fica meio receiosa se esta td bem, se o bebe esta confortavel e eles tb podem levar um tempinho para se adaptar a novidade, depois vc vai ver q sera uma mao na roda : ) Beijos : )

Tati Schiavini disse...

Oie, Lia. Eu também fiz assim, testando e aprendendo, e pra mim deu e está dando super certo. A minha pequena mamava de hora em hora, o pediatra aconselhou dar chupeta porque ela já estava ficando até acima do peso, pois só queria chupetar e acabava mamando, claro. E foi a salvação, viu. Beijo e boa sorte!

Patricia disse...

Lia,
estou adorando ter notícias desse começo tão cheio de novidades.
Incrível como as opiniões mudam de pessoa pra pessoa. Tirando a cinta, que também engavetei no terceiro dia (e assumi a pança que até hoje me acompanha), o resto todo da sua lista foi ao contrário para mim. Pra gente ver que conselho pouco adianta porque, na prática, tudo é diferente!

beijos e conta mais sempre!!

Michelle disse...

Adorei demais este post!!!!
Nossa me esclareceu muitas dúvidas.
Bjim e Que Deus abençoe muito sua familia linda!

Anna disse...

Também testei (e insisti com) o sling uma porção de vezes. Pindú só passou a gostar quando estava maiorzinho, com uns 8 meses.

Beijos pra vocês!

Livia Luzete disse...

Flor, vou dar um pitaco de super amiga mulher (vc sabe coisa que não existe?11..rsr) use sim a cinta. Isso ajuda e vc não sabe como será sua genética ainda. Depois que tudo desmoronar, vc vai ver que essa sensação de pos-operada era nada!!!Vc ainda está inchada e vai ficar por um tempo, principalmente se tem tendencia a engordar. Parece que está tudo uma coisa só e logo tudo voltará ao normal. AJUDE isso acontecer. Se uma coisa é mais broxante para nossa auto-estima é uma barriga flácida! Se vem um bebê depois da Emília, só o tempo dirá,(o que vai piorar o que não foi cuidado). Mas pagar o Dr.Robert Reys...é melhor pegar esse dinheiro e ir pra Disney, levando a família toda, incluindo a Lídia..rsrs!!! Na foto desse link do meu blog eu estava com 41 anos. Quem diz que eu tive duas gestações e na última minha bezerrinha nasceu com 3,700 kg aí acrescenta placenta e líquido.
http://chadas5ameianoite.blogspot.com/2009/09/ok-girls.html

Beijo e como está a Emília, conta dela?

Desconectada disse...

Como assim acabou? Ah, Lia, vc escreve bem demais e fico esperando mais, tal qual Emília mamando.
Adorei as suas observações no outro post sobre o tempo de amamentar. É assim mesmo. O dia todo, quase de hora em hora. E isso é assustador no começo, não? Então, aquela história de mamar a cada três horas é um bla bla bla. Mas se esse padrão se manter logo Emília estará numa rotina de mamar de dia e dormir a noite, eu acho.
Lia, vou colocar seu relato da amamentação lá no Comer para Crescer.
beijos na Emília em você e sorriso para o pai Rafael

Patricia

Kelly Resende disse...

Obaaa, to adorando as dicas, obrigada!!! A Emilia parece ser um docinho né, que beleza! Espero que a Clara siga esse exemplo!
Beijos

piscardeolhos disse...

Queriiiiida, tô adorando TUDO, sua disposição, a pequena mamando e dormindo tão bem.
Parabéns, parabéns!
E que suas dicas ajudem outras barrigudinhas.
Que mais? Adorei tua irmã.
Que mais? Olha, de verdade, a Emilia é linda. E sabe de uma coisa? Minha mãe viu as fotos e disse "nossa, essa nenê parece o Noah quando nasceu, todo esperto e parecendo ter 2 meses de idade".
Coisas de vó, eu sei (mas considere isso um mega mega elogio, tá gata?)
Beijo, querida, qualquer coisa grita :)

Christina Frenzel disse...

Lia, estou adorando acompanhar o dia-a-dia da chegada desta princesa!

Obrigada por partilhar.

Beijos,
Chris

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.