segunda-feira, 6 de setembro de 2010

O desfralde descartável

Ela ainda não tem oito meses e eu não sou louca (nem tenho criadagem pra limpar merda e mijo na casa inteira) igual a Gigi pra lhe tirar as fraldas. Mas como agora ela faz cocô de minhoquinha – eca, eca, eca! –, mais consistente, estamos saindo com Emília de fraldas de pano.

Desde que Emília completou um mês e as coxinhas de catupiry começaram a preencher o buraco pras pernas nas fraldas de pano, o que acabou com os vazamentos, em casa ela sempre usa as fraldas ecológicas. A menos que todas as de pano estavam lavando, as descartáveis ficavam só pra noite e pras saídas.

Até um mês atrás eu evitava sair com Emília de fraldas de pano porque o cocô dela era muito mole, grudava todo no tecido e tinha de pelo menos passar uma água pra não ficar aquele cheirinho na bagagem. Como na rua nem sempre a gente tem uma pia disponível, sempre saíamos com as Pampers.

Mas agora, comendo quatro porções de alimentos sólidos por dia, igualmente sólidos ficaram os excrementos de Emília. Aí é só virar a fralda da privada e, voilà, só resta uma mini-manchinha marrom. Ponho no saquinho de roupa suja e coloco de molho assim que chego em casa. Assim tem funcionado também na creche, e ela agora usa as fraldas descartáveis só pra dormir.

Quando ela começar a acordar com a fralda um pouco menos cheia – porque, atualmente, a quantidade noturna de xixi só falta fazer a fralda explodir –, aboliremos completamente as descartáveis.

Apesar de muitos especialistas criticarem essa coisa de várias transições (tipo cama compartilhada – berço no quarto do casal – berço no próprio quarto; fralda – penico – adaptador – vaso, etc.), acho que vai ser legal (e bem legal $$$) tirar completamente as fraldas descartáveis antes do desfralde propriamente dito. Até porque ela já está mais que acostumada a usar fraldas de pano e sentir o molhadinho quando faz xixi, o que, dizem, contribui pra um desfralde mais cedo.

Finalmente, cocô fedido de comida sólida tem suas vantagens.

11 comentários:

Anna disse...

Ainda bem que você encontrou um lado bom no coco fedegoso... rss

E isso porque a Emília é vegetaria. Quando não é, a coisa piora um pouco.

Vou tomar coragem e adotar (ao menos parcialmente) as fraldas de pano no segundinho também. Me dá agonia ver aquele monte de lixo.

Micheli disse...

Parabéns, Lia, pela sua opção pelo mais ecológico! Confesso que me faltou coragem de usar fralda de pano, até porque por aqui eu faço tudo, então não daria conta de lavar fraldas ainda por cima. Mas sei que é o mais correto.
Um beijo!

Ana disse...

É verdade, é mais fedorento mas fica mais fácil de limpar. Rs
Beijus!

Carol Passuello disse...

Só sendo mãe para fazer um post sobre o cocô! E para ler, se interessar e comentar, hehehehe.
Bjs

Nutrição e Cia disse...

Ecologicamente correta com certeza. Vi uma vez uma reportagem dos EUA que milhares de mães por lá fazem isto, para ajudar a reduzir as fraldas que poluem o nosso planeta. Tiro-lhe o chapéu!
Bjs e ótimo feriado!

Beta, a mãe disse...

Vixi Lia, pelo menos a Bia ainda faz um montão de xixi de noite, a fralda acorda encharcadona, vai ser muita coragem colocar a de pano na Emilia pra dormir. Acho que essa coisa de xixi a noite aumenta muito antes do desfralde propriamente dito. Adorei sua atitude com as fraldas, mas comigo não deu certo mesmo. Beijos

Pinguinho da Mamãe disse...

Oi, Lia.
Nem me diga.
Estou em quase processo de desfraldamento...
Aguardando só o tempo melhorar, para as primeiras tentativas...
Que Deus me ajude...kkk

Ah.. Esqueci de dizer, não pude resistir e li a publicação da sua irmã, do dia do nascimento.
Muito engraçada.
Ela está de parabéns.Hahaha....
Bjs.
Ju

Beta, a mãe disse...

Oi Lia eu de novo nesse mesmo post, tenho aqui em casa 5 fraldas de pano que eu comprei pra usar com a Bia, mas acabei não me dando com elas, queria saber se você gostaria que eu te mandasse, ela nem chegou a usar, usamos cada fralda uma vez só e elas foram lavadas mais de 2 vezes depois que a Bia usou. Se quiser me manda um email. ramos_roberta arroba uol. Beijos

Mari Mari disse...

voce gostou das Fraldas Bonitas? e das FRa ldas da M orada da floresta?

Gabi disse...

Lia, estou grávida de 9 semanas e já estou convencida a usar fraldas de pano, pelo menos em casa e de dia. Quantas preciso comprar? Acha que as reguláveis funcionam ou tenho que comprar para recém nascidos tb? Muito obrigada pela ajuda!

Lia disse...

Oi, Gabi,
Depende muito da frequência com que você pretende usar e lavar as fraldas. Se for só de dia e em casa, 15 fraldas são o suficiente. Agora que Emília usa fraldas de tecido o tempo todo, precisamos de umas 20. Lavamos 3x por semana.
As fraldas reguláveis importadas são ótimas. Eu não gostei da versão nacional tamanho único da Fralda Bonita, mas a Luiza (potencialgestante.com.br) está vendendo uma outra marca que parece interessante. Mas mesmo as importadas reguláveis (one size) não costumam servir em recém-nascido, a menos que o bebê nasça bem grande. Na Emília elas começaram a servir com pouco mais de um mês. Já a filha de uma amiga, mais magrinha, só foi começar a usar com 2. Eu tenho uma fralda nacional de recém-nascido, mas acho que não vale a pena fazer um estoque porque perde muito rápido. As tamanho único realmente são as que proporcionam maior economia, sem perder nada no caimento.
Beijos!

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.