sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Ainda sobre nomes

(Como a Lia ainda está fora de circulação até semana que vem, posto aqui um texto de gaveta dela – Rafael)

******

Se eu e meu marido discordamos quanto à beleza de muitos nomes, pelo menos estamos de acordo em relação a alguns critérios básicos para a escolha.

Primeiro, não pode ser um nome comum. Isso porque ele sempre detestou ser um dos milhares de Rafaéis da vida e eu sempre amei ser uma das poucas Lias.

Em segundo lugar, tem de ser um nome português. Me chamem de louca, mas eu pesquiso meus nomes na onomástica portuguesa! Nenhum de nós dois curte nomes estrangeiros, principalmente por questões de grafia e pronúncia.

Terceiro critério: o nome não pode gerar dúvidas quanto à grafia. Tipo, com “s” ou com “z”? Com “h” ou sem “h”? Isso até seria simples se as pessoas tivessem um pouco mais de noção.

Vamos começar pelo sobrenome que meu marido herdou da mãe: Gazzola. Sempre tem de explicar que são dois “z”, um “l” só. Até que não seria tão chato se as pessoas entendessem, mas vejam uma situação comum:

Atendente: O nome do Senhor?
Rafael: Rafael Gazzola, com dois “zês”, de Lima.
Atendente: Dois “ês”? (Galera, não estamos em São Paulo, aqui a gente fala “é”. E “e” em Gazzola???)
Rafael: Não, dois (pausa) “zês”.
Eu (tentando ajudar): Tipo em “pizza”.
Rafael: G-A-Z-Z-O-L-A.

Já escreveram Gazolla, Gazzolla e até Gasola (parece marca de óleo de cozinha).

Vamos dar um desconto porque é um sobrenome estrangeiro. Mas sempre tem alguém que pergunta se Rafael é com “ph”.

Agora vamos ao meu ultra-super-simples-e-fácil nome: Lia.

Ligo para algum lugar:

- Quem é?
- É a Lia.
- Elias?

Aconteceu várias vezes e cheguei à conclusão que tinha de dizer simplesmente “Lia”, sem “é” na frente. Não deu muito certo:

- Quem é?
- Lia.
- Eli?

(Jesuis, será que minha voz é grossa desse tanto?)

E ao vivo:

- O nome da Senhora?
- Lia.
- Como?
- Lia.
- Só isso?
- Tem o sobrenome, né?
- E como escreve?


Acho que vou pôr um nome mais simples nos meus filhos, tipo Jennifer ou Washington.

7 comentários:

Cynthia Santos disse...

ahahahaha
Aqui em casa é o contrário, cresci soletrando meu nome c-y-n-t-h-i-a. Já virei cíntia, cintya,chintia, e por aí vai... mas o que me mata é o Síntia...afeeee
E meu filhote é Arthur, com TH, igual ao rei... vai ver de tanto ter que ensinar a escrever, não vejo tanta dificuldade...eheheheh

brenditz disse...

Põe Waldisney, Maicowjacson! Hahahhahahahahaha...
Eu já tenho nomes escolhidinhos pros próximos rebentos. Sonho com os nomes, e fico doida pra ver a carinha deles!
Sim, eu tenho problemas!
Bjus

Paloma, a mãe disse...

Ahaha, eu sugiro Maicon!! [e viva a língua portuguesa]

Nem me fale em dificuldades com nomes. O meu nem é tão complicado (é em espanhol, mas meu pai é estrangeiro, então justifica), mas VIVO sendo chamada de: Poliana (detesto), Paôla (abomino), Paulinha (ok, mas não sou eu) e outros.

Os sobrenomes aqui em casa são "difíceis", os dois, então eu brinco com o meu, soletro dizendo: V de vaca... As pessoas devem achar que eu sou louca, mas v é de vaca e eu não tenho nenhum problema com isso, ora!

Lígia disse...

oi Lia!
Achei seu blog no blog da Sílvia, fiquei curiosa pra saber o que era o 1.2.3... e tive esta agradável surpresa/reencontro.
Parabéns pela gravidez, coloca umas fotos aí! Vc está com quantos meses?
Bjão!
Lígia
http://ligialana.wordpress.com/

Lidia disse...

Tb acham q meu nome é Elidia...Mas tb acham q eu não falo portugues né....whatever..

Val disse...

Tb tenho esse problema ao dizer meu nome. Sempre perguntam se é com K, W ou Y. Falo logo: Não, meu bem. É Valquíria, de pobre mesmo.

Boa sorte na escolha do nome. Que tal pedir para cada leitor mandar uma sugestão de nome? Não, né? Isso é tarefa para os pais escolherem...

Bjos.
Sempre por aqui.

Lia disse...

Hahaha Val! Tá vendo?? Não adianta simplificar que sempre vai ter alguém pra complicar...

Blog Archive

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.