quinta-feira, 24 de março de 2011

Festa arco-íris

Nos comentários ao meu post sobre a alimentação na creche, a Tchella perguntou como tinha sido o cardápio da festa de um ano da Emília. Então eu me dei conta de que até hoje não falei da festinha. Eu escrevi um post enorme na época, mas, por preguiça de baixar as fotos, ficou lá no meu arquivo morto.

Então venho resgatá-lo, antes tarde que nunca. E como continuo com preguiça de baixar as fotos, vocês podem ver algumas imagens da celebração no blog da minha cunhada.

Quanto às comidas, é legal ver que é, sim, possível, fazer um cardápio gostoso e saudável pra uma festinha. Claro que não será em todos os aniversários dos meus filhos que o menu será totalmente sem açúcar, leite, frituras e outras coisas inapropriadas para bebês. Até porque, né? Haja criatividade. Mas enquanto eles forem pequetitos, dá tranquilamente pra manter um cardápio desse tipo.

+++

Eu sempre disse que pra um ano da Emília faria só um bolinho em casa, com a família. Ocorre que a família, contando só quem mora em Brasília, já dava umas 20 pessoas. Então resolvemos comemorar a data num evento quase tão íntimo, acrescentando à lista de convidados os amigos que tinham filhos pequenos.

O tema e a decoração

Sempre sonhei com uma festa de arco-íris, toda colorida, da decoração aos descartáveis. O tema é simples, alegre e infantil. Fiz questão de ser fiel às sete cores do arco-íris (nada de rosa, porque arco-íris não tem rosa), e o resultado vocês podem ver no blog da minha cunhada. Mesmo barrigudinha do meu sobrinho Davi, ela entrou de cabeça na produção do evento que aconteceu no salão de festas do prédio dela.

A música

A trilha da festa foi obra do papai da Emília. Ele selecionou com carinho músicas gostosas da Palavra Cantada, do Sítio do Picapau Amarelo e do Ronnie Von. Mas o que eu achei especial foi ele ter encontrado um disco do Sérgio Ricardo (com Quarteto em Cy e MPB 4) composto a partir do livro Flicts, do Ziraldo. A maioria de vocês deve saber que Flicts é um livro muito lindo sobre as cores, o que caiu como uma luva para o tema da festa.

Claro que a música fica meio ambiente, e com o bate-papo nem todo mundo percebe o que está rolando, mas nós sabemos como foi especial essa seleção.

Antes do parabéns, minha irmã Bel ainda tocou e cantou pras crianças “Aniversário”, da Palavra Cantada. Emília amou.

O cardápio

Consegui fazer um menu só com coisas que Emília pudesse comer: nada de açúcar, lactose, carnes, claras de ovos, frituras, gordura vegetal hidrogenada, conservantes e outras porcarias.

De salgado, encomendei pasteis assados num restaurante vegetariano aqui de Brasília. Massa fininha, com farinha integral orgânica e sementes de linhaça, com recheios de proteína de soja, milho, legumes e banana. O de banana foi um sucesso à parte.

Encomendei também pão numa padaria alemã que não coloca tranqueiras nas receitas e montei torradinhas com pasta de tomate caseira, azeite e ervas. E pra não ficar 100% light, incluí no cardápio pipoca estourada na hora com óleo de girassol e o mínimo de sal.

De doces, a mesma baguette alemã com geleia sem açúcar, salada de frutas (que foi um sucesso), e bolo. O bolo foi uma experiência de cientista louco: minha mãe passou a semana fazendo testes com nossa diarista-cozinheira. O desafio era fazer algo bonito e gostoso sem leite, sem claras de ovos e com um mínimo de açúcar (de preferência mascavo). E o resultado foi um bolo pina-colada, com recheio de abacaxi e cobertura de coco. Ficou divino, os convidados repetiram e elogiaram.

E por fim, as bebidas. Óbvio que não teve refrigerante. Suco de polpa, em versões com e sem açúcar.

E pra não dizer que eu não libero uma porcaria, as lembrancinhas foram moedinhas de chocolate (o famoso pote de ouro no fim do arco-íris). Essa obviamente a Emília nem viu.

Valeu muito à pena ter feito um cardápio pensando na minha filhota. Ela está naquela fase de querer comer o que nós estamos comendo, e eu não queria ficar regulando comida na festinha dela. Ela comeu muita salada de fruta, uns cinco pasteizinhos, um saquinho de pipoca e algumas bruschettas. Acabou não provando do bolo porque nessa hora já estava empanturrada. Foi um prazer enorme vê-la se deliciando à vontade com um menu saudável e balanceado. Uma amiga minha até disse pra filha, de dois anos: “Se a Emília pode comer, você com certeza pode!”.

Claro que deu trabalho, mas valeu à pena celebrar em grande estilo essa data tão marcante. Ela merece.

14 comentários:

Marcelo Vieira disse...

Muito interessante seu blog, criei um também justamente pra trocas experiências sobre o lado pai da maternidade... estou apenas começando. Se puder dar uma força passa lá
mmppv.blogspot.com
MM Pais de Primeira Viagem!
mv.economia@yahoo.com.br
Abraços

Paloma, a mãe disse...

Perdi a festinha, nem me lembre :(
Eu nunca fiz festa sem porcaria, mas também nunca foi um problema regular a Ciça. Ela fica tão, mas tão feliz com os amigos e as brincadeiras que nem lembra de comer. Nem nas festas dela nem nas dos outros (principalmente nas dos outros, faço questão de levá-la de barriga bem cheia, rá!).
Ela começou a gostar de comer um ou dois brigadeirinhos aos 2 anos e meio, mas se contenta com pouco até hoje. Não gosta de bolo de festa, só bolo caseiro, acha cachorro-quente "nojento" e enche a cara mesmo é de pipoca.
O que faço questão nas festas dela é: nada de fritura. O resto é negociável, até porque eu adooooro docinhos, empadinhas e outras porcarias de festas infantis e abro exceção para mim nestes dias.
Com a Clarice, penso em fazer o mesmo. Garantir uma ou duas coisas que ela possa comer e o resto fica entre adultos e crianças maiores. Vamos ver se dá certo.
Beijos

Tathyana disse...

pena que não conseguimos ir. fiquei louca de curiosidade pra provar do bolo. bj

Ana Paula - Journal de Béatrice disse...

Lia!!
Estou encantada com a festinha da Emilia! E mais, emocionada com tamanho respeito com Ela, uma festinha feita para ELA, com comidinhas que ela pudesse comer! Bricadeiras para crianças, clima de criança. E o que mais poderia esperar-se de uma festa de niver de uma aninho!? Sensacional Lia, valeu mesmo a pena cada esforço!
Beijocas : )

Val disse...

Oi Lia,
vi as fotos da festa, que estava linda de viver! Só pra provar que não precisa de uma super produção ($$$$) para se fazer uma festa mega fofa. Quanto ao cardápio, tenho a maior admiração por vc. Não consigo fazer isso, eu sou adepta de comer "porcarias" e de servi-las. Mas serviu como um tapa de luva.
Ah, sobre o comentário q vc deixou no meu bloguito, obrigada pelas palavras de incentivo. Eu tb tenho esse péssimo hábito de roer as unhas e acho que, por isso, peguei pesado com Arthur, pois sei o que eu sofro. Mas ainda bem q vc me abriu os olhos e usou o nosso "vício" em favor dele. Terei mais paciência e "liberarei" por enquanto. Eu estou cortando as unhas dele no máximo que consigo.
Bjos, na Emília tb.

PS: Toda vez q vou escrever o nome da Emília, tenho vontade de escrever "Mila, Miloca". Não sei pq tanta intimidade. kkkkk bjos

Fabiana disse...

Eu lembro que você disse que só faria um bolo em casa.
Mas acho que vale a pena sim celebrar o primeiro ano de vida de um filho.
E ficou tudo tão caprichado! Tão lindo!
Parabéns!

E quanto ao trabalho, é como você disse lá no meu blog, o que não dá trabalho nesta vida né?
Aliás, a Gi do mulheresemponderadas que vc citou lá, é minha amiga aqui de Sorocaba! Eita mundinho virtual pequeno!
Bjos

Sarah disse...

Fui lá no blog da sua cunhada e adorei a festinha! Ficou bem parecida com a que fiz pro primeiro aninho do Bento, foi bem simples também (aliás, mais ainda, pois eu que fiz a decoração, hahahah). O bolo dele foi de pêssego, também queria um de frutas e sem chocolate.
Adorei as demais comidinhas! Já estou colhendo ideias pro segundo aniver do Bento que é em abril. Também acho que uma festinha feita em casa, com comidinhas saudáveis, é muito mais bacana.
bjos!

mamãedemarina disse...

Lia,
Parabéns pela linda festa da Emilia e por lutar pelos ideais saudáveis pela sua filha. Já te comentei poucas vezes, mas gosto demais do seu blog. Eu queria saber se eu poderia te escrever um e-mail e onde eu poderia consegui-lo. Não sei se você se lembra, eu comentei no post sobre lactogestação. Pois é... você aceitaria trocar algumas figurinhas comigo?

Buena Leche disse...

Delícia de cardápio para festa de bebê.

Mamma Mini disse...

Que delícia Lia, adorei o tema, adorei o mood, e a lembrancinha das moedinhas que era o pote de ouro no final do arco-íris foi o grand finale, muito legal mesmo! beijos

zic disse...

Legal! gostei do cardapio.
Tomara que eu consiga fazer isto com meu filho.
Ele ainda nem nasceu e meus sogros obesos que só comem bobagem já me deixaram nervosa com a alimentação dele. Estou sofrendo por antecipação e por isso foi ótimo ler os posts de alimentação.
Força para nós!

piscardeolhos disse...

ai, lia, queria te dar um beijo na bochecha, tão emocionada.
sério que teve salgadinho com massa integral e bolo de cientista louco??
sou fã, muito fã.

Anninha disse...

Oi Lia, fazia tempo q eu não entrava aqui e amei ler e ver sobre a festinha da Emília! Tudo lindo e feito especialmente pra ela! Parabéns pelo empenho! Espero seguir um pouquinho do exemplo pois já estou planejando a festa de 1 aninho da minha filhota! Apesar q vai ser dificil pois estava pensando no tema "doces" pois ela é um docinho de bebé! Tomara q eu consiga melhorar o cardapio!!! Bjao
Anna
www.agorasomostres.wordpress.com

Tchella disse...

perguntei e depois nao comentei nunca mais neam.... to dando um tempo na vida internetica pra focar na realidade. hehe

mas entao, só uma idala como tu néam, tu é um exemplo de força de vontade, que é possivel fazer acontecer sim. eu ia amar ir a um aniversario assim, só comidinha free de porcaria...

mas confesso, sou louuuuca por coxinha de galinha, ó q absurdo, amo de paixao e no niver do lucas vou permitir, mas acho que vou levar ele de barriguinha bem cheinha para ele nao pedir nada, e eu claro nao vou oferecer... :)

mas amei saber do niver da emilia, tomara eu me anime, a fazer talvez o meu assim :) o problema maior é a preguiça, porque dá uma trabalheira, néam? eh bem mais facil encomendar a porcariada toda da padaria da esquina e pronto... :( mau mau, tchella... mau mau...

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.