terça-feira, 31 de agosto de 2010

Das vantagens de se ter um blog de mãe

Inventei uma pesquisa e juro que é verdade. Tirei os dados da minha cabeça, sem nenhuma base, científica ou não, mas acredito neles. E digo que as mães que têm blog:

- têm mais chances de terem um parto conforme desejaram;
- têm maior índice de sucesso na amamentação e amamentam por mais tempo;
- compram menos coisas inúteis para seu primeiro bebê;
- têm menos chances de desenvolverem depressão pós-parto e maiores chances de superá-la.

Isso porque, quando a gente tem um blog de mãe pra mãe, a gente tem uma rede de apoio e informação. Aprendemos com as experiências das outras e diminui muito a chance de fazermos algumas burradas totalmente evitáveis. E quando a barra pesa, sempre tem alguém pra te dar uma palavrinha de ânimo. É como um daqueles grupos de mães ou de gestantes, só que virtual.

Agora, o maior conselho que vivo lendo em blogs maternos por aí é: siga seus instintos. Melhor que livros, melhor que sites especializados e melhor que muito médico é essa mulherada. Mãe sabe das coisas.

Blog de mãe é tudo de bom. É ou não é?

31 comentários:

Carol Garcia disse...

concordo plenamente com essa sua pesquisa.

muitos vivas para todas as cibermãezocas!

bjo bjo

Pinguinho da Mamãe disse...

É isto ai, Lia... Nós, mamães blogueiras, estamos com tudo e com todas!
Bjs

Micheli disse...

Falou tudo, concordo plenamente!
Eu entrei nesse mundo a Clara já tinha um ano e três meses, se eu tivesse entrado antes tinha mudado um pouco o meu modo de ver algumas coisas. Eu sempre achei - pelo que ouvia - que tinha de escolher o dia do desmame, nunca tinha ouvido falar em esperar que o bebê decidisse por isso (se eu tivesse essa idéia talvez tivesse esperado um pouco mais que um ano e um mês para desmamá-la); não pensei que o meu médico pudesse ter utra opção que me fazer a cesária de emergência qdo perdia o líquido da bolsa (hj penso que eu ia entrar em trabalho de parto bem logo, poderia ter esperado um pouquinho mais). Coisas que repensei depois, e talvez faça diferente com um próximo bb.
Beijos !

LUA disse...

Ihhh concordo em numero,genero e grau!!Entrei pra essa coisa da blogsfera materna há pouco tempo, mas me faz tanto bem...
bj bj bj

Só as mães são felizes!
http://www.coisa-de-mae.blogspot.com

Tathyana disse...

Concordo com tudo o que vc escreveu. Sou a prova viva disso. Muitas coisas poderiam ter sido evitadas na amamentação da Alice se eu tivesse um blog na época. Olha a diferença agora!!!

Viva as mãe blogueiras!!!

Ps: meu marido disse que eu sou uma farça, que agora só leio blogs e nada mais. Imagina se ele soubesse que dos blogs tiro mais informações do que dos livros científicos?

Bjsss

Marília Sampaio disse...

Concordo em tudo. Amo, amo, amo essa rede virtual maternal, rs.

Mari disse...

olha, pode me usar como objeto pra confirmar sua pesquisa! tô achando tudo diferente, mais fácil* e muito mais "consciente" dessa vez. claro que ser segundo filho ajuda, mas os blog têm um papel enorme nisso, não tenho dúvida!
(*mais fácil em relação ao RN, pq a vida com 2 tá absolutamente caótica...)
e os dentes, hein? m-e-d-o. se gengivas já causam estragos, imagina uns caninos afiados? ui!
beijo!

Patrícia Boudakian disse...

Com certeza, sim! Eu leio há muito tempo, mesmo antes de pensar em ser mãe e já aprendi muita coisa. Agora então, não largo mais. O mais legal é que agora que estou grávida as mãe blogueiras têm aparecido cada vez mais no meu blog. Pra parabenizar por ter anunciado a gravidez ou até mesmo para dar uma palavra de apoio e confiança e acho que isso é o mais legal de tudo. A recíproca!

;)

Avassaladora disse...

Lia,
é a pura verdade essa sua pesquisa!!!
Os blogs de mãe nos ajudam muito, muito mesmo...

Agnes, Mãe do Pedro Henrique disse...

vc esta certissima!
bjos

Martha disse...

Oi Lia... Concordo plenamente.
Acompanho os Blogs desde a metade da gestação, mas me arrependo muito de não ter criado o blog desde aquela época. Quando criei, Laís já estava com 2 para 3 meses, e o Blog me ajudou muito a desestressar. ( Na verdade me ajuda ate hj, minha válvula de escape!)
Viva as mães blogueiras!!! hehe
bjs

Anna disse...

Concordo com você!!

É bom demais poder falar sobre nosso (mono)assunto sem parecer um ET.

Melhor ainda é fazer amizades virtuais.

beijos

Dani disse...

É vero D. Lia! Resumiu bem! Nem consigo mais imaginr minha vida materna seu o meu blog, o seu, o da Mari, das Robertas, da Rê e de toda essa tchurminha!
(agora mesmo, tô curtindo muito essa tanto de relato do segundo filho...).
Beijo, querida!
Dani

Paloma, a mãe disse...

É verdade! Isso rendia um estudo, medicina baseada em evidência blogúisticas (MBEB)!
Eu sou a prova viva! E como me ressinto de não ter tido esta rede na chegada e, principalmente, na amamentação da Ciça.
Hoje, quem diria, sou prpocurada por email outras mães pedindo ajuda para parir e amamentar (e para opinar sobre outras questões, como comportamento, enxoval etc.)
Viva a MBEB!
Beijos

lolo disse...

Super concordo! Olha que meu blog ja existe muito antes de eu ser mae, mas foi por meio dele que eu descobri grande parte do que eu sei hj, sem dúvidas. Ah, e qt ao post anterior, minha bebe de 20 dias fica so de fralda durante o dia tb, para desespero da minha mãe, mas estou achando ela bem mais tranquila assim.

Marina Fiuza disse...

Não recebi seu email não... =/

Mamãe Nathi disse...

Concordo!
Amo ter um blog!!!

Beijinhos***

Nutrição e Cia disse...

Com certeza Lia a gente lê muita coisa e presta atenção em cada experiência e é mesmo muito bom essa rede. BJs

Alessandra Mosquera disse...

Comecei a ler blogs de mamis desde antes de engravidar, eram blogs de amigas e eu lia por saber delas, mas hoje estou grávida e já aprendi algumas coisas com os blogs de mamis. Gosto muito e tenho um desde que soube que estava grávida. É bom pra registrar a experiência e botar pra fora como se sente, não tenho amigas gràvidas e me sinto sozinha as vezes. O blog te ajuda nisso.
Alessandra
Http://quandovocenasceu.wordpress.com

Juh** disse...

Mesmo não sendo mamãe eu concordo com tudo isso que vc disse, já que acompanho a gravidez o parto e depois o crescimento de muitos bebes e mamães (amo muito esse assunto) E vejo o quanto vcs se ajudam, e entendo a importância disso tudo!!
bjos

Renata disse...

Concordo suuuuuper, Lia. O blog já me ajudou tanto, em tantas coisas que eu nem sei como teria sido sem ele.
Só sei que não largo mais...adoro!
beijocas

Natalia disse...

Mesmo estando no comecinho, adentrando aos poucos essa rede maravilhosa e pensando como é que eu vou conciliar ser mãe, esposa, trabalhar, e ainda ser blogueira, concordo plenamente! E às vezes penso: como é que eu num comecei antes?
Beijos! Natalia

Mamma Mini disse...

Total Lia, até ter o meu não imaginava que isto seria possível, é um universo paralelo....rs
beijos

Letícia Volponi disse...

Adorei o post. é isso mesmo! Parabéns!

Roberta Lippi disse...

Total, Lia, total.
Hoje me sinto muito, mas muito mais informada e consciente do que era quando engravidei e tive a Luísa. Só descobri o mundo dos blogs maternos quando eu já tinha o meu há quase um ano, e depois disso minha vida como mãe mudou muito.
Tanto em relação às informações quanto à troca e a companhia que as outras mães me fazem.
Adoooooro. Fora que ganhei amigas e um monte de sobrinhos virtuais, coisa que quem está fora desse mundo não consegue entender direito.
Beijos, beijos.

Nine disse...

é isso aí! beijos!

(Mamãe) ~Pinel disse...

Acho que mesmo as mamães que não tenham um blog deveriam seguir alguns...
Quando fiz o blog meu objetivo era apenas relatar o desenvolvimento da minha pequena, mas fui descobrindo esse mundo virtual das mamães que apóia, informa e quebra o maior galho!

Falou e disse dona Lia!

Fabi disse...

Ô se é!
Além de ser tudo de bom pela troca de informação, que é essencial, de quebra a gente ainda se diverte. Eu nem tinha visto este post aqui do seu blog ainda e vim aqui hoje só pra comentar o seu comentário do blog da Mariana. Rachei de rir com o ralador de queijo! rsrsrsrs
Só vc mesmo Lia!
Bjocas

piscardeolhos disse...

tese testada e aprovada: só as mães (blogueiras) são felizes :)
e a gente fica conhecendo pessoas como vc, veja se isso tem preço!
beijo!!!!
ps: vc acredita que eu não consigo achar o email que vc me mandou???? a coisa mais esquisita desse mundo!!!!!!!!!!! me manda de novo, flor, please please?? talvez eu tenha apagado, sei lá, mistério grande.

Rachel disse...

Lia,

Isso tanto é verdade, que me rendi. Não cogitava muito a possibilidade de ter um blog, ter a minha vida exposta na web e tals, mas vejo o quanto essa rede de mães (e pais) é forte, é capaz de movimentar as coisas. Prova disso é aquela história da Roberta, da água com glicose na maternidade.

Casei antes das minhas amigas, e provavelmente a lógica vai ser repetir com o primeiro filho, então o blog é também uma forma de não me sentir sozinha nesse contexto.

Vale ser de uma recém-casada-futura-quem sabe-daqui a uns anos-mãe?!

Beijos!

Rach

bebeporacaso disse...

Também tô nessa! Adorei seu Blog e já te linkei! Beijos pra vocês!

Blog Archive

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.