sexta-feira, 18 de maio de 2012

To blog or not to blog

Eis a questão.

Enquanto estou aqui, eu poderia estar: dormindo, lendo, arrumando a casa, cuidando das plantas. Essas são as coisas que faço enquanto as meninas dormem. Mas é só sentar para dar uma zapeada nos blogs das amigas, fazer um comentário aqui e ali, começar a esboçar um post, que já se foi um tempo danado. Então decidi que o tempo gasto diante deste computador será exclusivamente para espairecer, quando eu precisar, digamos, de um coffe break. E comer um bolinho com chá enquanto leio ou escrevo cai muito bem.

Ou seja: um tempo restrito, esporádico, que combina totalmente com minha infrequência por aqui nos últimos tempos.

Estava reparando que, em 2009, fiz 115 postagens - isso porque comecei o blog em junho. Uma média de 16-17 postagens por mês. Em 2010, foram 171 - pouco mais de 14 por mês. Em 2011, 101 - e a média caiu pra 8. Este é o 23o post do ano, o que me leva para uma média de 5 postagens por mês. E qual a grande diferença entre cada um desses anos? Acertou quem disse: filhas. E também quem disse: licença maternidade (e licença eternidade). Porque, convenhamos: quando a gente passa 8h por dia num escritório, e ainda tem de almoçar por lá, quem não dá uma escapadela pra blogar? Já em casa, a chefia é mais rigorosa... e o trabalho, inesgotável.

Então, deixa eu voltar pro batente que Margarida teve bronquiolite outra vez (sim, é o terceiro episódio e estamos de fato diante de um bebê chiador). E a gente se vê quando Deus der bom tempo.

11 comentários:

Mariana Macário disse...

Lia, tenho 2 filhas em idades parecidas com a sua.. minha 1a, Sofia, nasceu poucos dias depois da Emilia. A julia acaba de chegar, tem 1 mês. Estou compadecida dessas bronquiolites! Sempre acompanho o blog e estou torcendo muito por você.

Cíntia Anira disse...

Poxa Lia... que coisa...
Eu tive bronquite e dei trabalho prá mim quando era pequena. Não dormia, respirava com dificuldade e acho que fui salva, entre outras coisas, pelo esporte. Aqui adoecemos em série nesse inverno porque a Bia sempre trás algum vírus da creche. Meu marido fia dias doente quando pega. Espero que ela melhore logo e que você continue nos presenteando com seus textos reflexivos. Ser mãe nessas horas é ser bicho forte. Coragem amiga!

Beijo grande

Dani Garbellini disse...

A gente sente saudade, mas entende.
Mas ó, louca sou eu, que não blogo do trabalho (lá o acesso é proibido até para e-mail), então, perco tempo de sono, leitura, conversa com marido e, shame on me, até de sentar brincar com Arthur.
Em todo caso, é um tempo importante para mim e tento sempre dosar, por isso quase não comento nos blogs que leio. Às vezes fico me coçando e seguro, noutras, como agora, lá se vão mais uns minutos.
E outra bronquiolite? Ah, não! Estou aqui na torcida para Margarida deixar de ser chiadora logo então e ficar extra-bem.
Beijos!

Fabiana Alvim disse...

Sei bem desses conflitos sobre blogar ou não... ando numa fase bem offline pq à noite não tenho dado conta de quase nada tamanho cansaço.
Nem acreditei quando soube da terceira bronquiolite.. não consigo imaginar sua preocupação e desgaste! Junto-me à torcida para que seja breve e não volte mais!
Um beijão!!

Mariana - viciados em colo disse...

já me cobrei muito mais em relação ao blog. queria postar todos os dias, visitar todas as queridas, dar pitaco em todos os assuntos... hoje não consigo! mas confesso que sinto falta, então faço o que posso e escolho pelo que me dá prazer ou que me melhora como mãe...
beijoca

Kelly Resende disse...

Oi Lia, tb diminuí bastante os posts no blog, mas ainda perco muito tempo na net, lendo blogs, em redes sociais, confesso que sou bastante viciada. O que faço é esperar a Clara dormir pra vir pra net, mas aí acabo dormindo muito tarde. Mas por enquanto ainda é uma coisa que curto muito e não estou preparada pra deixar, vou tentar diminuir um pouco.
Poxa, então Margarida ficou doentinha novamente? Clara esse ano tb está sempre gripadinha, nariz entupido direto, é mto ruim isso.
Adorei seu comentário no ultimo post. Pena que com essa correria acabamos não nos encontrando, pq acho que a Emilia e Clara iam gostar de ser amigas.
Beijos

Paloma, a mãe disse...

Puxa, Lia, outra? Tem que acompabnhar de perto este caso. Sugiro um bom homeopata para aumentar a imunidade dela. Mesmo que vc mantenha o alopata (para as crises), acho que é um ótimo caso para a homeopatia atuar na prevenção.
No mais, eu diminuí demais a frequeência desde que passei a trabalhar de casa e, mais ainda, dsesde que mudei para cá e tive que assumir tudo sozinha. Perco tempo demais. Agora deixo passar muita coisa que eu queria ter registrado, é verdade, mas tenho de escolher entre viver ou postar. E, como vc disse, a chefia aqui é muito, muito rigorosa, não permite uma folguinha!
Beijos e melhoras para a pequena!

Fernanda disse...

Lia, continue por favor!!!! Adoro seu estilo de maternar, vc é uma referência e me inspira muito. Beijos

Gabi disse...

Lia, você me ajuda a saber que não estou sozinha nessa. Hoje foi um dia chatinho...meu Raul está parecendo doentinho crônico pq não sei o que acontece, tb vive com febrinha, catarro, inalação, sorinho...e ainda tenho o Erico de 6 anos, a casa pra arrumar, as roupas...o pior é que sou coordenadora pedagógica da mesma creche que o Raul frequenta e qd ele está doente, precisa ficar em casa comigo! ai meu $ voando...e o Raulzinho não sara!

Maya disse...

Rá! Eu com uma filha só já não consigo blogar como antes.. imagine com duas!!
E qdo consigo blogar não consigo visitar azamiga!
Mas tem que ser por prazer mesmo!!
bjos!

Sarah disse...

Putz, eu também diminuí o ritmo na blogosfera, e muito. Continuo lendo, mas comento pouco e posto menos ainda! Falta tempo, inspiração, às vezes vontade... Fora a chefia, que mesmo sendo um só também quer atenção.
Melhoras pra Margarida...
bjos

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.