segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Relato do parto de Margarida - Parte 2

O termo

37 semanas completas e a sensação de missão cumprida.

Ao longo de toda a gestação, mantive o aleitamento de Emília. Engravidei quando ela tinha 11 meses e optei por não desmamá-la, a menos que houvesse alguma intercorrência na gestação que me obrigasse a parar. Com 37 semanas completas, esses momentos que passávamos juntas eram deliciosos. Deitadas uma de frente para a outra, ela se alimentando do meu colostro com sua irmã entre nós (o sexo do bebê ficou desconhecido até a hora do parto; os palpites sempre apontavam para um menino, mas desde a metade da gestação senti que esperava Margarida).

A partir do início do terceiro trimestre, passei a achar que esse bebê não demoraria muito a chegar. No ritmo em que eu andava, certamente não demoraria. Exausta, sem energia, e precisando me dedicar mais a Emília e aos cuidados com meu corpo, parei de trabalhar ao redor da 31ª ou 32ª semana de gestação. Tirei três semanas de férias e depois uma licença médica que se estendeu até o nascimento de Margarida.

Esse repouso permitiu que eu me conectasse mais com meu corpo, minha casa e minha família. Assim, quando estava com 38 semanas completas, já pensava que o bebê poderia demorar um pouco mais a chegar. Talvez 40, 41 semanas, quem sabe? Sua casinha estava tão aconchegante que já não havia pressa.

Nesse tempo, fiz ioga, frequentei as águas frias da Água Mineral, cochilei diariamente. E fui, aos poucos, fazendo o ninho: cama nova para Emília, pintura nova no quarto das crianças, plantas na varanda, rearranjo dos móveis. A casa sempre limpa, a geladeira abastecida. Margarida podia chegar, mas, enquanto isso, eu desfrutava desse período mágico que antecede o nascimento de um filho. E dos meus últimos momentos sozinha com Emília.

(continua...)

9 comentários:

Paloma, a mãe disse...

Fazer o ninho é bom demais. E eu sempre soube que era uma menina, rá!
Beijos

Maria Betânia Fuller disse...

Lia dividimos dos mesmos sentimentos e momento, completei Sabado passado 37 semanas, ainda amamento. Estamos mesmo num momento magico me nossas vidas! Oro por nos duas... Bjao e muita saude para nossa familia.

Michelle Finotti disse...

Lia, estou ansiosa pra ler os demais "capítulos" desse relato! Que coisa mais linda! Bjs

Mariana - viciados em colo disse...

lia, ler este post me deu uma deliciosa sensação de paz.
beijoca

Cíntia Anira disse...

E quando eu sonhei que você usava o vestido verde? lembra disso? Era um vestido de grávida! hahahaha... Margarida já estava aí no ninho!

Dayane disse...

Que delícia ler isso aqui. Aguardo ansiosamente pelos próximos "capítulos". Hehehe

Dani Garbellini disse...

Está muito gostoso de ler!
Ai que gostinho de quero mais...

Thaís Rosa disse...

delícia, lia!
que bom poder curtir assim o fim da gestação...
na gravidez do caio (como postei na última parte do relato hoje), não consegui ter isso direito...
Mas na do nuno me redimi, e curti cada segundinho da espera final, num clima bem parecido com essa gostosura que você relatou aqui.
beijo grande, esperando o resto!

Patrícia Boudakian disse...

Arrumar o ninho, preparar tudo. Sem dúvida nenhuma foi marcante para mim também. Que delícia poder parir em casa!

beijos!

Seguidores

 
Blog Design by Template-Mama.